Direito como missão

Os advogados Richel Sousa e Silva (05 anos de experiência) e Ailton Soares decidiram dar mais um salto em suas carreiras. Abriram um escritório próprio na avenida Dom Severino, zona leste de Teresina, (Sousa e Sousa Sociedade de Advogados) iniciativa que já está trazendo bons resultados para os profissionais.

Eles são especialistas em Direito Previdenciário e Direito Penal. São jovens, mas já acumularam vasta experiência, tanto que advogam para Prefeituras, além de inúmeras causas particulares que todos os dias chegam e são encaradas como missões.

Segundo o advogado Ailton Soares, a demanda tem sido cada vez mais crescente, seja no sul do estado (onde também atuam) ou em Teresina. O que tem elevado a quantidade de casos de sucessos da jovem dupla. “Tivemos um caso complicado em que conseguimos a liberdade de um rapaz que estava preso. Ele possui uma deficiência física, e a liberdade dele foi bastante difícil, porém gratificante. Ele cumpriu com sua ressocialização e hoje está bem, trabalhando, devidamente inserido no mercado, levando uma vida correta. É nessas horas que vemos a importância do nosso trabalho, de lutar pelo que é certo” informou Soares.

O sócio, advogado Richel Silva, afirma que todas as causas ganhas pelo escritório tem sua parcela de importância. “Para mim, otimizar e responder aos anseios de todos os meus clientes me deixa extremamente satisfeito, é o que importa”, disse.

Causas relacionadas a aposentadorias tem se tornado comum no escritório. Nesse sentido, a revisão de benefício da aposentadoria é um dos assuntos em pauta, sempre. “A previdência social vem negando muito a aposentadoria, principalmente a rural, sob alegação de que não há recursos financeiros. E, quando aceitam as aposentadorias, os cálculos que fazem não batem, sempre é menor para algumas pessoas. É injusto. Então procuramos lutar por algo que é justo para a pessoa que se aposentou. É esse merecimento que buscamos”, relatou Richel Silva.

Apesar de ainda ser um escritório novo, os advogados mostram uma visão empreendedora, e, em breve, vai abranger outro mercado da área do Direito. E isso se deve ao trabalho e capacitações constantes, como uma pós-graduação em Direito Agrário e Direito Público – o mais novo investimento dos profissionais. “Militar nessas áreas irá nos abrir um leque maiores de possibilidades”, revelou Silva.

Para o futuro, a perspectiva é crescer o escritório, contratar mais advogados e formar equipes para dar melhor resolução aos problemas aos clientes. “Agregar mais, fazer mais parcerias, aqui e no sul do Piauí. A ideia é evoluir tanto em estrutura física como em estrutura humana”, resumiu Ailton Soares.

Veja Também

Cessão de crédito sem anuência de advogados altera cálculo de honorários

A 4ª turma do STJ decidiu em julgamento que honorários advocatícios devem ser calculados com …