Jovem advogado concorre à vaga no TCE-PI

Thiago Normando tem 36 anos, é casado, administrador, advogado e professor universitário. Possui mais de 15 anos de experiência em gestão, com empresas públicas e privadas nacionais e multinacionais

Com a abertura das inscrições para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), em edital lançado pela Assembléia Legislativa do Piauí, começam a surgir mais nomes para a vaga deixada pelo ex-conselheiro Luciano Nunes.

Um dos candidatos, que já efetivou a inscrição junto à Secretaria Geral da Mesa diretora da ALEPI, é o administrador, advogado e professor, Thiago Normando.

Ele diz que espera representar toda a sociedade civil piauiense junto ao TCE-PI e, atuar com ética, independência, responsabilidade e, principalmente, transparência para com as contas públicas.

Segundo Normando, é de extrema importância a participação da sociedade piauiense no processo de escolha de novos membros da corte de contas do Estado, por se tratar de um órgão que fiscaliza a aplicação da forma correta das verbas públicas, oriundas da arrecadação dos tributos que a sociedade paga e a ALEPI é a casa do Povo, onde sua vontade deve ser ouvida pelos seus representantes, deputados, inclusive na hora de escolher o novo membro para o TCE-PI.

SOBRE O EDITAL
De acordo com o edital publicado no dia 9 de agosto no Diário Oficial do Estado, pode se inscrever qualquer cidadão que preencha alguns requisitos, sendo eles: ser brasileiro, possuir mais de 35 anos e menos de 65 anos, ter idoneidade moral e reputação ilibada, possuir notórios conhecimentos jurídicos, contábeis, econômicos, financeiros ou administração pública e possuir mais de 10 anos de exercício de função ou de efetiva atividade profissional, que exija conhecimentos mencionados anteriormente.

Por se tratar de um órgão especializado, que possui a finalidade de fiscalizar as contas públicas do Estado e dos municípios, exige-se de seus membros um conhecimento técnico e imparcialidade para que não venham a sofrer interferências em suas decisões.

Normando afirma ainda que, exatamente por ser um cargo técnico e de fiscalização, é necessário que o escolhido, seja alguém que, além de preencher os requisitos formais, materiais, exigidos pela lei, não tenha qualquer tipo de vinculação política ou partidária, por mínima que seja, exatamente para garantir que o escolhido seja alguém que de fato possa representar a sociedade piauiense, que está a cada dia mais atenta à estas questões.

As inscrições seguem abertas até o dia 27 de agosto e há uma expectativa de que nos próximos dias outros representantes da sociedade civil registrem a sua candidatura, bem como os Deputados que já declararam que irão concorrer à vaga.

O CANDIDATO
Thiago Normando tem 36 anos, é casado, administrador, advogado e professor de graduação e pós-graduação, possui mais de 15 anos de experiência em gestão, com empresas públicas e privadas nacionais e multinacionais. É especialista em Gestão pela Fundação Getúlio Vargas – FGV e está cursando o Mestrado em Ciência Política na Universidade Federal do Piauí.

Veja Também

Cessão de crédito sem anuência de advogados altera cálculo de honorários

A 4ª turma do STJ decidiu em julgamento que honorários advocatícios devem ser calculados com …