Reprodução: MN

Ministra do STF recebe título na OAB/PI

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Piauí, Celso Barros Coelho Neto, a vice-presidente Alynne Patrício, o secretário geral Leonardo Airton e o diretor tesoureiro Einstein Sepúlveda receberam a Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia Antunes Rocha, na sede da OAB-PI, por ocasião da entrega de Título de Sócia Honorária à ministra pela Academia Piauiense de Letras Jurídicas (APLJ), proposto por sua presidente, a advogada e professora Fides Angélica de Castro Veloso Mendes Ommati.

Dando início à solenidade, a presidente da APLJ, Fides Angélica Ommati, também ex-presidente e membro honorária vitalícia da OAB-PI, ressaltou o valor da Ministra Cármem Lúcia para a Academia. “Decidimos, por unanimidade, conceder esse título à grande jurista brasileira Cármen Lúcia, cuja obra tem contribuído efetivamente para o desenvolvimento e o aprimoramento do Direito. A Ministra Cármen Lúcia concretiza a figura da magistrada e cidadã exemplar, cultivando valores morais que alicerçam a cidadania”, parabenizou Fides Angélica.

Em seguida, o acadêmico e Desembargador Francisco Antônio Paes Landim, falou em nome da Academia, saudando a sócia honorária, Cármen Lúcia. “As Academias têm seus rituais para admissão de membros e sócios honorários em seus quadros acadêmico. A obra jurídica e a atuação profissional são, pois, as provas às quais foi submetida, publicamente, à Professora Cármen Lúcia, no decorre de sua vida acadêmica e profissional, e que foram avaliadas para a sua admissão nesta Academia. Seu longo currículo é um verdadeiro troféu acadêmico, revelador de conquistas e títulos. Vai deixando marcas de vida por onde passa”, disse.

A Ministra Cármen Lúcia agradeceu as homenagens, ressaltando o valor da APLJ para a sociedade piauiense. “Me sinto honrada por todas as palavras proferidas nesta noite. As Academias têm papel fundamental de nos fazer pensar no poder da palavra e de que as ideias se comunicam, por mais divergentes que sejam. Vivemos tempos de muitos tumultos e são nesses tempos que precisamos de espaços nas Academias. Muito obrigada”, agradeceu a Ministra.

Homenagem da OAB-PI e ESA-Piauí pela Aula Inaugural

A ministra do STF, Cármen Lúcia, foi também agraciada com o descerramento da placa de homenagem na Escola Superior de Advocacia do Piauí (ESA-Piauí), por ter proferido Aula Inaugural, em abril de 1997, época em que Fides Angélica era diretora da ESA-Piauí.

O presidente Celso Barros Neto fez a acolhida à Ministra Cármen Lúcia, falando da satisfação em tê-la na OAB-PI e de poder homenageá-la pela sua contribuição à ESA-Piauí. “Estamos aqui prestando essa homenagem à Ministra Cármen Lúcia, que tanto contribuído para o aprimoramento dos nossos estudos e que deixa um valoroso legado para o Estado”, disse.

Aurélio Lobão Lopes, diretor geral da ESA-Piauí, também deu as boas-vindas à Ministra Cármen Lúcia em nome do corpo da Escola. “Esta é uma noite muito especial. Momento em que estamos homenageando uma pessoa que conseguiu reunir duas dádivas: ser professora e advogada. E falo em dádivas pois são duas profissionais que possuem em sua essência o sentir a dor do outro e falar pelo outro. Estamos muito felizes com a sua presença e essa placa de homenagem representa a importância que a senhora tem para todos nós”, parabenizou.

Fides Angélica Ommati falou dos laços de amizade que a unem à Ministra há mais de vinte anos, destacando sua simplicidade e inteligência. A ministra Cármen Lúcia agradeceu à deferência, e confessou nutrir um carinho especial pelos piauienses, pelo fato de ter convivido com muitos no decorrer da vida profissional, o que a levou a admirar o caráter, a hospitalidade e a simpatia do povo do Estado.

Também estiveram presentes à solenidade o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), Desembargador Sebastião Ribeiro Martins, os Desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho – 22ª Região (TRT-PI) Liana Chaib e Meton Marques, os ex-presidentes e membros honorários vitalícios da OAB-PI, Celso Barros Coelho e Álvaro Mota; os conselheiros federais da OAB Shaymmon Emanoel Rodrigues, Thiago Anastácio Carcará; além de representantes das Comissões Temáticas da OAB-PI, representantes do Poder Judiciário, profissionais da advocacia e estudantes de Direito.

Com informações da OAB/PI

Veja Também

Fachin defende sua liminar e vota pela incompetência de Moro nos processos contra Lula

Edson Fachin defendeu no plenário da Corte a manutenção da decisão monocrática proferida por ele …