quarta-feira , dezembro 2 2020

Justiça arquiva inquérito contra Neymar por divulgação de fotos de modelo

O juiz do Rio de Janeiro Marcel Laguna Duque Estrada arquivou o inquérito que investigava se o jogador de futebol Neymar havia cometido crime ao mostrar no Instagram fotos da modelo Najila Trindade Mendes de Souza nua. A decisão é de 2 de outubro.

Najila acusou Neymar de tê-la estuprado. Em sua defesa, o jogador publicou um vídeo no Instagram no qual dizia que caiu em uma armadilha e que é vítima de extorsão. O atleta também mostrou uma série de mensagens que trocou com a mulher antes e durante a sua chegada a Paris. Nas mensagens expostas por Neymar, há fotos de nudez enviadas pela mulher e conversas íntimas que continuaram depois da data do fato denunciado. No vídeo, o atacante borrou as imagens.

Atacante Neymar publicou um vídeo nas redes sociais dizendo que caiu em armadilha de mulher que o acusou de estupro.

O Ministério Público do Rio pediu o arquivamento do inquérito. A promotora Denise Pitta afirmou que Neymar não agiu com dolo ao divulgar as fotos da modelo.

“Em que pese o jogador ter divulgado por meio da rede social Instagram vídeo sem o consentimento da vítima, com cenas de nudez, certo é que o fez para se defender de acusação séria e grave, com a precaução de não exibi-las, borrando algumas destas fotos e vídeos justamente para que não fosse possível a identificação de Najila”, apontou.

A promotora também destacou que o Ministério Público de São Paulo arquivou, por falta de provas, o inquérito que apurava a acusação de que Neymar teria estuprado a modelo.

O jogador foi defendido no caso pela criminalista Maíra Fernandes.

Clique aqui para ler a decisão
0190362-53.2020.8.19.0001

Por Sérgio Rodas

Veja Também

Gilmar Mendes adia julgamento de habeas corpus que colocou Queiroz em prisão domiciliar

Caso seria analisado no plenário virtual da Segunda Turma a partir desta sexta. Gilmar concedeu …