Estudante Seduc de São Raimundo Nonato é aprovada em Medicina

O resultado do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) trouxe felicidade e muita comemoração para a estudante da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Maria Clara Ribeiro de Castro. A jovem, natural de São Raimundo Nonato, conquistou um dos seus maiores sonhos, a aprovação para o curso de Medicina, na Universidade Federal do Piauí (UFPI).

“O meu sentimento é de orgulho e gratidão. Sinto que todo o esforço, tanto meu como da minha família, valeu a pena. Sinto mais do que nunca o poder da educação na vida das pessoas, por isso agradeço aos meus pais por todo o direcionamento nesse sentido. É realmente um sonho alcançar essa conquista e saber que todo o caminho de estudos até aqui valeu a pena”, disse a estudante.

Maria Clara concluiu o Ensino Médio no Centro Estadual de Tempo Integral (CETI) Edith Nobre de Castro e conciliava seus estudos com a preparação para o Enem. A aluna contava com o auxílio da escola, participava das revisões do Pré-Enem Seduc e tinha uma rotina de estudos em casa pela internet.


“Sabia que teria um longo caminho pela frente para conseguir atingir as notas necessárias para entrar no curso que sonho, então, entre erros e acertos, me dediquei ao longo desses três anos de Ensino Médio. Minha preparação consistiu em conciliar a escola com estudos em casa direcionados para o Enem. Foquei em áreas como Redação e Matemática, sem negligenciar as demais”, revela.

Sendo um dos grandes destaques do Torneio de Matemática das Escolas Estaduais do Piauí (TME²), ao alcançar medalha de ouro, além do desempenho na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), Maria Clara descobriu uma grande afinidade pela disciplina de Matemática e considera que sua participação nas olimpíadas e torneio trouxe um impacto positivo na sua nota do Enem.

“De fato, notei o impacto positivo do TME² e da OBMEP na minha prova de Matemática do Enem. Apesar de terem abordagens diferentes da disciplina, as olimpíadas de Matemática desenvolvem nosso raciocínio lógico e proporcionam um aprendizado mais completo e aprofundado dos conteúdos. Com isso, o resultado de medalhistas tende a ser muito satisfatório também no Exame Nacional do Ensino Médio”, afirmou.


A jovem destacou que grande parte de suas conquistas se deve aos seus pais que sempre a motivaram nos estudos e a persistir em seus sonhos. “Meus pais sempre foram meus maiores motivadores nos estudos. Desde meus primeiros anos de vida estudantil criaram um ambiente propício e direcionado para que eu pudesse me dedicar. Eles acreditam muito no poder da educação. Devo a eles toda a gratidão pelas minhas conquistas”, acrescentou.

Agora, com sua aprovação, a estudante espera ansiosamente para poder iniciar o seu curso e futuramente atuar na sua profissão dos sonhos. “Medicina sempre ocupou um espaço no meu coração, sendo desde o início meu maior objetivo, não me veria em outra graduação e profissão. Meus planos são concretizar minha matrícula na instituição e iniciar essa nova fase na minha vida acadêmica. Estou realmente ansiosa para essa jornada na Medicina”, completou Maria Clara.

Fotos:Ascom Seduc/Divulgação

Fonte:Secretaria de Estado da Educação

Veja Também

MEC publica portarias com regras do Pé-de-Meia

Normativo detalha gestão dos incentivos financeiro-educacionais do Programa Pé-de-Meia, destinado aos estudantes matriculados no ensino …