segunda-feira , abril 15 2024

Defensoria Pública participa do lançamento da campanha #PiauíSemMisoginia

A Subdefensora Pública Geral do Estado do Piauí, Verônica Acioly de Vasconcelos, participou nesta quarta-feira (06), do lançamento da campanha #PiauíSemMisoginia, realizado pela Secretaria de Estado das Mulheres (SEMPI) no auditório da Secretaria de Estado da Cultura.

A Campanha tem como objetivo enfrentar a misoginia, repudiando o ódio e todas as formas de violência e discriminação contra as mulheres, a partir do engajamento de vários segmentos como governo, empresas, sociedade civil, ONGs, movimentos sociais, instituições de ensino, torcidas organizadas, times de futebol, grupos religiosos, artistas, entre outros.

A abertura foi feita pela secretária da Mulher, Zenaide Batista Lustosa Neta, que reforçou a seriedade da iniciativa. “Nós temos que acabar com a violência, e acabar com a violência é acabar com o ódio. Nós queremos que as mulheres continuem vivas”, disse.

A diretora de Enfrentamento à Violência da SEMPI, Ana Cleide, apresentou a Campanha #PiauíSemMisoginia, ressaltando a importância do engajamento coletivo para promover a igualdade de gênero e combater o machismo arraigado na sociedade. “O Piauí não foge à luta. Estamos esperando essa força da sociedade piauiense para que se junte a essa campanha, pois precisamos de todos.”

A coordenadora-geral do Ligue 180 do Ministério das Mulheres, Ellen Costa, destacou a importância do comprometimento do Estado com a causa: “Temos grandes empresas aderindo. O Piauí está comprometido com a causa e o Estado só tem a ganhar.”

A primeira-dama do Estado e coordenadora do comitê técnico de monitoramento do Pacto pelas Crianças do Piauí, Isabel Fonteles, destacou a necessidade desse enfrentamento, lembrando que “são importantes ações de combate à misoginia, que é base de todas as violências de gênero e quando se cuida das crianças se cuida também das mães”.

A Subdefensora Pública Geral, Verônica Acioly, ressaltou o papel desempenhado pela Defensoria nesse contexto. “A Defensoria Pública, na condição de Instituição comprometida com a proteção da população vulnerabilizada e de implementar ações que visam reduzir desigualdades, dentre elas a de gênero, participa do compromisso firmado entre as diversas instituições, para colaborar com ações para que possamos ter um Piauí com menor misoginia. Destacando que através do Núcleo de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar a Defensoria já integra a rede de enfrentamento à violência contra a mulher no Estado”.

O lançamento contou ainda com a presença de representantes de grupos engajados na luta contra a discriminação de gênero, além da participação de representantes de órgãos e instituições comprometidas com a causa.

*Com dados da SEMPI

Foto:Ascom DPE-PI/Divulgação

Fonte:DPE-PI

Veja Também

Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso

Inteligência Artificial foi tema de aula magna do presidente do STF O presidente do Supremo …