quinta-feira , outubro 29 2020

Conheça o mais novo negócio que conquistou Camila Farani, do Shark Tank

A empreendedora e investidora anjo anunciou um aporte na Eleven Financial Research, uma casa de análises brasileira

Camila Farani é um dos nomes mais conhecidos do empreendedorismo brasileiro. Conhecida como uma das maiores investidoras anjo do país, a investidora ficou nacionalmente famosa ao participar como jurada da versão brasileira do programa Shark Tank.

Hoje, ela comanda a G2Capital, uma butique de investimento anjo. Só como pessoa física, ela investe em cerca de 40 startups. Este ano, uma nova empresa chamou a atenção da investidora: a Eleven Financial Research, uma casa de análise e research brasileira.

Em entrevista à EXAME, Farani contou que foi apresentada a Adeodato Netto, fundador da Eleven, por um amigo em comum em março. A investidora afirma ter ficado impressionada com os números de crescimento da empresa e com os planos de expansão global dos sócios fundadores.

O fato de o Brasil estar passando por um momento em que os investidores migram da renda fixa para o mercado de capital de risco também faz o investimento oportuno. Foi por isso, então, que ela decidiu investir na Eleven. O valor aportado não foi divulgado.

Netto afirma que a empresa não estava procurando investimento quando conheceu Farani. No entanto, os planos dos dois se convergiram devido ao fato de sua casa de análise estar buscando crescer adquirindo fintechs e empresas de tecnologia em 2020. Como a investidora entende bastante do mercado de inovação, a Eleven acreditou que seria vantajoso tê-la a bordo.

Trajetória do negócio

A Eleven foi criada em 2015 para ser uma casa de análise independente para o segmento corporativo e o público de alta renda. A empresa presta serviço para bancos, operadores do mercado, corretoras e family offices. Ao todo, são cerca de 500 clientes hoje.

Para crescer no segmento, em 2019, a Eleven comprou os ativos da consultoria Lopes Filho & Associados. Agora, mirando o consumidor final, a casa de análise quer voltar a fazer aquisições. Seu objetivo princial é se aproximar de empresas de tecnologia que possam ajudá-la a oferecer educação financeira e análise de investimentos em larga escala.

O plano faz parte de uma estratégia do negócio para acelerar seu crescimento. Nos últimos dois anos, a empresa mais do que dobrou de tamanho. Em 2018, eram 34 funcionários. Agora, são 87. Em 2020, mesmo com a pandemia, o faturamento cresceu 120% em relação ao ano passado. A expectativa é que com a ajuda da nova sócia, em 2021, a operação duplique novamente.

Exame

Veja Também

Confiança do empresário no comércio sobe pelo 5º mês seguido

Segundo a CNC, índice registrou 103,1 pontos, alta de 10,5% em relação a setembro, indicando …