Tribunal de Justiça suspende paralisação dos médicos do Piauí

O desembargador Edvaldo Pereira Moura determinou que os médicos suspendam a paralisação realizada desde a última terça(16) e que deveria permanecer até amanhã(19). Na decisão, o desembargador também condena o Governo do Estado a melhorar os investimentos em saúde.

Segundo o desembargador, sua decisão se deu depois de uma tentativa frustrada de conciliação.

Edvaldo Moura mandou suspender o movimento, com a manutenção de consultas, exames e cirurgias previamente agendadas a partir de hoje, sob pena de multa diária no valor de R$ 2 mil, em favor do Estado do Piauí.

Ao governo do Estado, o desembargador ordenou que  imediatamente após recebida a relação elaborada pelo responsável pela administração de cada hospital, de todos os insumos, materiais, medicamentos e equipamentos básicos, para atendimento da população que procura serviços médicos nos hospitais estaduais, sob pena de multa diária de R$ 5 mil em favor do Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi).

Veja Também

Os desafios da ButanVac, que vai usar 20 milhões de ovos de galinha para produzir 40 milhões de vacinas

Produção de imunizante nacional tem tecnologia barata já usada com sucesso na fabricação da vacina …