segunda-feira , janeiro 25 2021

Projeto Eu Tenho Pai: coletas serão iniciadas nesta segunda-feira (5)

Na próxima segunda-feira (5), tem início mais uma edição do projeto “Eu Tenho Pai”, promovido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), visando à solução de pendências relacionadas a exames de DNA e ao cumprimento do direito fundamental de todo cidadão à sua identidade genética. Durante toda a semana, serão realizadas coletas do material genético das partes que realizaram agendamento junto às instituições de ensino parceiras. A estimativa é de que sejam realizados 300 exames de DNA.

O “Eu Tenho Pai” é desenvolvido pelo TJ-PI por meio da Justiça Itinerante, do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) e do Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc) de 1° Grau, com apoio ainda da  Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Piauí. A coleta do material genético será realizada por estudantes dos cursos de Medicina e Enfermagem das faculdades Cesvale, Uninovafapi e Facid, no auditório do TJ-PI, entre os dias 5 e 9 de agosto, das 9h às 16h.

“As equipes envolvidas no projeto ‘Eu Tenho Pai’ atuarão no âmbito judicial, que é a parte dos processos da Defensoria Pública com pendências de exames de DNA e, também, na seara extra-judicial, que é o caso das pessoas que ficam sabendo do projeto por meio da televisão ou internet e desejam se apresentar como o suposto pai ou suposto filho para fazer o exame”, explica a superintendente da Justiça Itinerante, Vanessa Brandão.

Após a coleta do material genético,  os exames de investigação de paternidade serão realizados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen), parceiro do projeto desde sua implantação, em outubro de 2012.

Ascom

Veja Também

Itália vacina mais de meio milhão de pessoas contra covid-19

Até agora no país foram vacinados profissionais da saúde, moradores de asilos e centros de atendimento …