quarta-feira , setembro 30 2020
Zélia Duncan. 09 de setembro de 2015 Foto: Roberto Setton | Divulgação

Zélia Duncan abre temporada 2020 do Projeto Seis e Meia

Ao longo dos 37 anos de carreira, Zélia Duncan já se apresentou algumas vezes no Piauí e agora volta para percorrer quatro cidades do estado pelo Projeto Seis e Meia. Zélia apresenta o show “O lado bom da solidão” em Teresina (19/03), Floriano (20/03), Piripiri (21/03) e Parnaíba (22/03). Os ingressos já estão sendo vendidos nas bilheterias dos teatros em cada cidade.

No palco com violão, Zélia Duncan apresenta seus maiores sucessos como Catedral, Lá Vou eu, Sentidos, Enquanto Durmo, Alma, além de canções de seu repertório afetivo e de sua trajetória, entre agradáveis surpresas. “O Lado Bom Da Solidão é a possibilidade, sempre, de estar acompanhada de um público que goste de imaginar que estava presente quando as canções foram feitas. Um show que tem como conceito a proximidade entre artista e plateia”, comenta a cantora.

A artista começou a cantar profissionalmente nos anos 90 e ficou nacionalmente conhecida com a música Catedral. Ao longo de 37 anos de carreira, lançou 13 discos, 5 DVDs solo, ganhou vários prêmios, discos de ouro e de platina. Participou de trabalhos de grandes nomes da música brasileira, realizou alguns projetos importantes, como o CD e o DVD “Eu me transformo em Outras”, fez parte da nova formação do grupo Os Mutantes (2007) e gravou o DVD ‘Amigo é casa’, com a cantora Simone (2008).

Zélia também atuou como atriz no espetáculo Totatiando, foi a recordista na 27ª edição do Prêmio da Música Brasileira (melhor álbum, melhor cantora na categoria samba, e melhor música – Antes do Mundo Acabar).

O projeto Seis e Meia é uma realização do Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). Todos os meses uma atração nacional e uma local se apresentam em quatro cidades piauienses.

Veja Também

Ministro defende discussão sobre redução da maioridade penal

O Brasil deveria se espelhar na legislação de outros países em que há maior proteção …