sexta-feira , janeiro 22 2021

Piauí ganha Centro de Mediação, Arbitragem e Conciliação

O Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI) inaugura no próximo dia 08 de fevereiro o Centro de Mediação, Arbitragem e Conciliação (CEMAC) na sede da autarquia.

O Centro será um espaço voltado para atender a sociedade em geral que busca por auxílio na resolução de conflitos de forma rápida, sigilosa e menos onerosa para as partes envolvidas.

Os métodos extrajudiciais para soluções de conflitos constituem uma tendência sociojurídico e econômico. O poder judiciário por meio de suas políticas públicas vem incentivando e desenvolvendo iniciativas que contribuem para o incremento e desenvolvimento dos MASCS – Métodos Adequados de Soluções de Conflitos. “Neste sentido é interessante compreender que o judiciário não é o único instrumento de acesso à justiça. E por esta razão entre outras, o judiciário apoia os MASCS em consonância a Res.125 e as legislações específicas como o NCPC, Lei da mediação e Lei da Arbitragem. Assim os métodos podem auxiliar e acolher a sociedade diante dos conflitos tornando-se também meios de acesso à justiça”, destacou a gestora Neilan Argento, que integra a equipe do CEMAC-CRECI/PI.

Saiba mais sobre os métodos:

As Câmaras de Mediação possuem como principais características a celeridade e a garantia de sigilo dos procedimentos. A mediação e a conciliação são métodos autocompositivos onde um terceiro facilitador do diálogo, de forma imparcial, auxilia as partes a chegarem a um acordo. Podem ser resolvidos por esses métodos os conflitos de natureza imobiliária, civil, familiar e consumerista. Já na arbitragem, um árbitro com função semelhante a do juiz, profere uma sentença arbitral considerada título executivo judicial e não cabe recurso.

Fonte: Ascom

Veja Também

Proposta determina que o poder público pague o sepultamento de vítimas do coronavírus

O Projeto de Lei 1662/20 determina que o manejo do cadáver e o sepultamento ou …