quinta-feira , setembro 24 2020

“O que existe é uma verdadeira indústria da multa em Teresina”, afirma Dudu

Na Câmara Municipal de Teresina (CMT), o vereador Dudu (PT) apresentou requerimento solicitando providências do Instituto de Metrologia do Piauí (Imepi) sobre as multas aplicadas em Teresina. Por meio de vídeos recebidos de populares, Dudu denunciou a “indústria da multa” na cidade e voltou a criticar a atuação da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) que busca apenas a arrecadação sem se preocupar em investir ou promover educação de trânsito.

“Passou do limite a situação da indústria da multa em Teresina. Já denunciamos, Imepi já fez fiscalização, na zona sudeste a população já interditou vias, mostrei vídeos das verdadeiras arapucas armadas com os foto- sensores, já foram anuladas multas de radares que deveriam multar com 60 km e estavam multando com 40km e, mesmo assim, o prefeito Firmino Filho continua usando as multas para promover arrecadação. O prefeito está metendo a mão no bolso do povo para arrecadar. Não vamos ficar parados diante de mais esse absurdo e vamos, mais uma vez, buscar os órgãos de controle. E quero aqui apresentar um requerimento verbal para que o Imepi possa verificar os equipamentos que monitoram Teresina e pedir uma medida cautelar suspendendo novamente essas multas, esses roubos”, afirmou Dudu.

Dudu também criticou a falta de ações voltadas para educação e conscientização dos condutores na capital. “Eu tenho 49 anos de idade, há mais de 25 anos dirijo e nunca recebi um papel, um informativo que seja, com orientações para o trânsito. Esta Casa tem leis que regulam o trânsito em Teresina, que promovem educação no trânsito e a Strans tem também, no bojo da lei, a obrigação de gastar parte do dinheiro das multas arrecadas com educação no trânsito, porém o órgão se dá ao luxo de não gastar um centavo com educação para o trânsito. Nós não temos Strans quando os semáforos param, quando tem acidentes, mas para multar o órgão funciona muito bem, é bastante eficiente”, finalizou o vereador.

Fonte: Ascom

Veja Também

Proposta determina que o poder público pague o sepultamento de vítimas do coronavírus

O Projeto de Lei 1662/20 determina que o manejo do cadáver e o sepultamento ou …