II Curso de Atendimento a Crianças e Adolescentes com autismo aborda metodologia de análise do comportamento

Maria Gabriela tinha 1 ano e 5 meses quando foi diagnosticada com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Desde então, a mãe, Carla Fernandes Silva Santos, junto da família tem lutado para garantir o melhor tratamento para a filha. Ela é uma das participantes do II Curso de Atendimento de Crianças e Adolescentes com Transtorno do Espectro Autista – Ênfase em Análise do Comportamento Aplicada (ABA), que aconteceu de 23 a 25 de maio, no Centro Integrado de Reabilitação.

Com a programação voltada para acadêmicos, profissionais, colaboradores do Ceir e familiares de pacientes com TEA, o curso apresentou diferentes abordagens multiprofissionais acerca do tratamento de crianças e adolescentes com autismo.

Foram aplicadas 21 palestras com ênfase na metodologia de Análise do Comportamento Aplicada (ABA), que possibilita compreender as ações e habilidades no espectro autista e como elas podem ser influenciadas pelo meio ambiente.

“Têm-se mostrado muito o avanço dessa metodologia no ensino de pessoas com autismo. A partir da inserção desses treinos e programas dentro da análise aplicada, percebeu-se muitos avanços com melhoras no prognóstico e padrão de comportamento”, afirma o psicólogo palestrante, Kelvis Sampaio.

Para Carla Fernandes, os aprendizados do curso servirão para ajudar no cuidado da filha. “Eu, como mãe, sou a melhor professora para ela. Então, por isso, procurei me informar mais para, aliado ao tratamento clínico, poder aplicar esses métodos em casa e ajudá-la a se desenvolver. Tudo o que eu puder fazer por ela, eu vou fazer. Ela é a minha vida”, frisa.

Fonte: Ascom

Veja Também

Rússia aprova 1º remédio contra covid-19 para venda em farmácias

Medicamento chamado Coronavir é para infecções brandas e moderadas; poderá estar disponível já na semana …