segunda-feira , setembro 28 2020

Comissão irá discutir legislação para os food trucks em Teresina

A Câmara Municipal de Teresina promoveu Audiência Pública onde discutiu a regulamentação dos food trucks na capital. De autoria do vereador Venâncio Cardoso, quando ainda atuava no poder legislativo, a audiência promoveu um amplo debate não só sobre questões burocráticas, mas também sobre segurança e espaços para promoção de eventos ligados à cultura food truck.

Em sua fala Venâncio afirmou que hoje o processo de regulamentação é árduo e gera dúvidas. “Todo o processo de regulamentação é cansativo, cheio de burocracia e muitas vezes desestimula. Mas acredito também que nada adianta fiscalizar fazendo com que se coíba o caráter empreendedor. Tem que regulamentar de um modo que se possa ter uma categoria forte, um segmento forte e um ambiente de negócios propício em Teresina”, acrescentou.

Venâncio apresentou também a ideia de criar a ‘Food Truck Arena Teresina’. De acordo com ele, a ideia seria um espaço localizado no estacionamento da Ponte Estaiada que reuniria foods trucks regularizados, desfiles de moda e apresentações musicais.

“Como vereador, estive estudando a viabilidade de um espaço, uma arena para os food trucks. Já como secretário já tenho analisado melhor essa questão para levá-la adiante. Quero levar essa ideia para uma área de Teresina que tenha o mínimo de estrutura para receber eventos esporádicos reunindo gastronomia, cultura e lazer em um só lugar, que é o caso do estacionamento da Ponte Estaiada. A ideia inicial é que esses eventos aconteçam de 15 em 15 dias. Inclusive, estive conversando com o prefeito Firmino Filho, ele gostou da ideia e pediu para que a Semdec juntamente com a Fundação Monsenhor Chaves viabilize um projeto”, explicou.

Para o proprietário de food truck, Sandro Roberto, o segmento em Teresina precisa também de maior apoio do poder público na promoção de eventos e na questão da segurança. “Queremos um food park para que possamos trabalhar melhor, coisa que não está acontecendo em Teresina. Quero destacar que os food trucks, os food bikes e até os ambulantes mesmo, estão sujeitos a questão da segurança. Já aconteceu caso de colocarmos o carro a 100 ou 200 metros e quando voltamos os pneus estão secos, barraca ser removida do local e até mesmo uma food bike ser retirada do seu espaço”, contou.

Encaminhamentos

A audiência pública teve como encaminhamentos a criação de um grupo de trabalho para discutir a questão da desburocratização na regulamentação desses empreendimentos. Além disso, foi indicado a criação de uma comissão formada por representantes da Semdec, Semplam, Abraseel, Câmara Municipal, Secretaria de Meio Ambiente, Strans, Sebrae, Fiscalização da SDU, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros, Procuradoria e representantes dos foods trucks, para estudar a viabilidade da criação de uma legislação própria para os food trucks em Teresina.

Fonte: Ascom

Veja Também

Proposta determina que o poder público pague o sepultamento de vítimas do coronavírus

O Projeto de Lei 1662/20 determina que o manejo do cadáver e o sepultamento ou …