Direito do turista vira projeto de extensão na Uespi

Será que os turistas conhecem seus direitos? Esta pergunta foi uma das motivações da professora mestre Leyde Nogueira Chaves, para a criação do projeto “Manual do Turista Consciente e seus Direitos Humanos”. O trabalho foi desenvolvido durante a disciplina Direito Aplicado ao Turismo.

“O propósito é conscientizar sobre os direitos e deveres do turista que vem conhecer o Piauí. O que percebemos é que em todos os pontos faltam suporte, desde o hotel aos restaurantes. Os visitantes ficam perdidos e acabam nem voltando por conta das frustrações. Em outros estados, sabem nos conduzir melhor, vivem o turismo, aqui não, ainda pecamos nesse quesito. No manual estão todas direitos básicos ao turista”, enfatiza Leyde Nogueira Chaves.

O mercado turístico piauiense parece ter absorvido pouco o turismólogo, pois ainda há muita deficiência nos ambientes voltados para os visitantes. A Uespi, assim como outras instituições, forma diversos profissionais para atuarem neste ramo, mas ainda falta abertura para que as deficiências sejam sanadas e a atuação de profissionais com esta formação possa resolver boa parte destes problemas.

Ainda segundo a professora, Teresina mesmo não tendo praia é uma capital de negócios e muita gente que vem para resolver algo, muitas vezes não quer voltar para conhecer melhor por não ter tido suporte ou não ter tido atendimento em locais e pontos turísticos.

Fonte: Ascom

Veja Também

UFPI oferta 2.888 vagas para ingresso via SISU no Primeiro Semestre de 2021

A distribuição detalhada das vagas por curso e campus está informada no Termo de Adesão, assinado …