segunda-feira , dezembro 6 2021

Áreas do direito: quais são as mais bem remuneradas?

Certamente você já deve ter ouvido falar sobre o grande leque de opções para aqueles que escolhem o curso de Direito. Esses profissionais têm um papel importante na sociedade e defendem tanto os interesses públicos quanto os privados.

Aliado a isso, não podemos nos esquecer de citar a boa remuneração que é praticamente certa, seja para juiz, promotor, procurador, delegado e outras profissões.

Não é à toa que esse é um dos cursos mais concorridos nos vestibulares em todo o país afora. Mas diante de tantas opções que esse curso oferece, nem sempre o profissional sabe quais são as melhores oportunidades.

Então, se essa também é sua dúvida veja neste artigo quais as áreas do Direito mais bem remuneradas atualmente.

Curso de direito

O curso de Direito é oferecido por faculdades privadas e públicas de todo o Brasil, sendo voltado à formação de profissionais que atuem na aplicação e cumprimento das normas jurídicas.

Para isso, são ministradas as principais teorias gerais do Direito, assim como procedimentos específicos de Direito Penal, Civil, Empresarial, dentre outras matérias que visam a preparar o estudante para o mercado de trabalho.

A média de duração da graduação em Direito é de 5 anos e o estudante precisa obter o diploma de bacharel reconhecido pelo MEC e, depois, tirar seu registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Remuneração

Este é um curso bastante procurado nos vestibulares, sendo que dentre os principais motivos está o amplo mercado e os bons salários.

Mas é importante ressaltar que no início da carreira, a remuneração do advogado será referente ao seu formato de atuação profissional, ou seja, poderá ele poderá abrir um escritório ou ser um profissional contratado por uma empresa, por exemplo.

Desta forma, o profissional pode receber o piso salarial que é definido por lei estadual ou pela OAB, que depende da região em que atua.

Mediante à experiência adquirida o advogado poderá receber, em média, um salário que pode variar a depender da região e da área de atuação do advogado.

Áreas bem remuneradas

Agora que entendemos como funciona o curso de direito e as primeiras remunerações do profissional recém-formado, veremos quais são as áreas que atualmente são as mais bem pagas.

Isso ocorre diante do aumento da busca por esses profissionais para resolver demandas diversas. Confira quais são elas:

Serviço público: neste setor temos a procuradoria federal, defensoria pública federal e magistratura federal. Elas não costumam sofrer alterações e, por muitos, são consideradas as melhores opções para atuar e receber uma boa remuneração;

Iniciativa privada: temos várias áreas bem remuneradas onde o profissional pode se especializar. As principais são:

  • Direito tributário: essa área tem crescido durante a pandemia, quando houve um aumento considerável das dívidas tributárias;
  • Direito trabalhista: esta é uma área que sempre permanece em alta, visto a grande demanda de processos trabalhistas;
  • Direito preventivo: tem sido uma das áreas mais bem remuneradas, mas ainda é pouco conhecida. Tem como objetivo apontar e controlar riscos nos empreendimentos, evitando possíveis problemas jurídicos
  • Infoprodutos: está relacionado a conteúdos digitais criados por advogados, como e-book, apostila, curso, vídeo aula, aplicativo e/ou vídeos;

Profissões que estão em alta

Com tantas inovações e transformações tecnológicas que temos vivenciado nos últimos anos, além da crescente preocupação com a segurança de dados, temos ainda outras áreas que estão em ascensão. São elas:

Direito Digital: essa é uma das áreas do Direito que tem crescido diante da tecnologia que está presente em todos os setores. Desta forma, ela traz a regulamentação das condutas dentro do ambiente virtual, com o objetivo de garantir a segurança jurídica de clientes e empresas.

Por conta disso, o profissional também deve ter conhecimento em softwares de gestão de contratos e se manter atualizado quanto à legislação.

Direito Concorrencial: é voltado para a análise da performance de empresas e seus concorrentes, mas de forma jurídica. Através disso, é possível realizar a análise e consultoria de práticas anticompetitivas, além de defender e proteger a empresa.

Para isso, o profissional deve se atualizar sobre as legislações específicas e o Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência (SBDC).

Direito Ambiental: os temas ambientais têm sido discutido pelas empresas privadas e do setor público, que demonstram preocupação com as opções sustentáveis para integrar seus modelos de negócio.

Assim, o profissional de Direito deve ter conhecimento da causa ambiental para prestar consultoria ou atuar na área contenciosa.

(Por Samara Arruda / Fonte: www.jornalcontabil.com.br)

Veja Também

Atenção!

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí, diante do lamentável acidente de trânsito …