terça-feira , outubro 20 2020

Semana Estadual de Políticas sobre Drogas começa nesta quarta (20)

A Coordenadoria Estadual de Enfrentamento às Drogas do Estado do Piauí (Cendrogas) em conjunto com o Conselho Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas do Estado do Piauí (Ceppd) realizam Semana Estadual de Políticas sobre Drogas que será realizada entre os dias 20 e 28 de junho.

O evento será realizado, com objetivo de levar à sociedade a discussão sobre o trabalho de prevenção às drogas em seus mais diferentes aspectos. A programação envolve: seminários, palestras, mesas de discussão, blitz’s educativas, cursos, exposições de serviços, apresentações culturais, dentre outras atividades.

“A semana é importante porque por meio dela nós vamos reunir os trabalhos que são desenvolvidos pela Cendrogas em vários pontos do Piauí e também divulgar os serviços, os atendimentos que o Governo do Estado tem nos 12 territórios do Piauí”, informou o coordenador de Enfrentamento às Drogas, Reginaldo Santiago.

O lançamento da Semana de Enfrentamento às Drogas será realizado nesta quarta (20) às 08h30 no Auditório da Acadepol no bairro Saci, em Teresina. A abertura conta com a palestra do doutor Quirino Cordeiro coordenador de saúde mental do Ministério da Saúde que trará o tema: “Nova política nacional da saúde mental”. Além de Teresina, serão realizadas ações nas cidades de Água Branca, Valença, Piripiri e Bom Jesus.

A semana deverá reunir representações políticas e comunitárias de diferentes cidades em prol das políticas de enfrentamento às drogas. “Vamos discutir junto com outros gestores essas políticas, ações que são desenvolvidas do Piauí. teremos espaços também dentro das escolas municipais, levando o debate para os jovens”, pontuou Santiago.

Para o coordenador da Centrogas, o trabalho integrado entre o Estado e a sociedade civil tem trazido bons frutos para o Piauí. “Em 2015 tínhamos quatro comunidades conveniadas e um polo. Hoje nós estamos celebrando 12 polos, 4 comunidades e 44 entidades conveniadas pelo Governo do Estado. Saímos de um polo e atingimos 12 polos. Houve um crescimento gigantesco dessa política sobre drogas”, avalia Reginaldo Santiago.

Fonte: Ascom

Veja Também

Estabilidade da pandemia é positiva, mas números no Brasil ainda são altos, alerta OMS

O Brasil passou das 150 mil mortes por coronavírus no sábado (10). Diretor-geral da OMS …