terça-feira , novembro 24 2020

Sebrae Minas aposta em metodologias ágeis para apoiar empreendedores

Movimento Lab, conjunto de experiências criativas, oferece cursos, oficinas e consultorias que incentivam inovação e mentalidade criativa de participantes

Imagine poder definir objetivos táticos e estratégias para sua empresa utilizando blocos de montar. Isso mesmo, você não leu errado. E, não se engane, o assunto é sério. Tão sério que deu origem a três oficinas do Movimento Lab, um conjunto de experiências criativas do Sebrae Minas, que disponibiliza conteúdos e ferramentas de apoio para quem deseja ampliar seus conhecimentos sobre práticas de gestão inovadoras e desenvolver habilidades empreendedoras.

As atividades com as famosas peças de plástico fazem parte das Oficinas Prototipe, que buscam dar vida às ideias dos participantes por meio da prototipagem, seja de um novo produto, seja de um plano de negócio, seja da jornada do cliente. E onde as peças entram nessa história? O participante vai “construir um negócio” com essas peças e, nele, estudar toda a jornada do cliente no local, exercitando a empatia para entender do que ele precisa e, assim, criar uma proposta de valor para encantar e atrair seu público. Parece brincadeira, mas não é.

“As oficinas ajudam o participante a ver seu negócio na prática, com um aprendizado ‘mão na massa’. Com as atividades, ele constrói soluções para seu empreendimento de forma lúdica”, explica Paula Bento, analista do Sebrae Minas.

O Movimento Lab foi lançado em outubro deste ano e surgiu da necessidade do Sebrae de adotar estilos de aprendizagem mais dinâmicos para se conectar às novas gerações, repensando a forma de empreender, produzir e consumir produtos e serviços. Abrange cursos, oficinas e consultorias que utilizam metodologias ágeis que já eram oferecidas pela entidade mas foram remodeladas para disponibilizar uma nova experiência de aprendizagem a empreendedores.

“É uma iniciativa de estímulo à criatividade, à inovação, à geração de novos conhecimentos, ao aprendizado contínuo e às múltiplas conexões entre empreendedoras e empreendedores que queiram inovar e transformar suas ideias, projetos e negócios”, aponta Paula.

As experiências incentivam os clientes a testar novas práticas e processos, com um espírito mais tolerante ao erro, em experiências individuais e coletivas capazes de estimular a criação de modelos de negócios mais inovadores.

Para todos os públicos…

Os produtos do Movimento Lab são abertos a pessoas de qualquer idade e não há pré-requisitos para se inscrever, apenas o interesse em aprender usando formas e métodos incomuns e diferentes. As inscrições dependem da formação de novas turmas e o interessado paga apenas pelo produto escolhido.

“As pessoas que mais procuram nossos cursos são as que querem se posicionar de maneira diferente no mercado, que entenderam que precisam evoluir em um negócio, mas que não querem seguir uma fórmula de 15, 20 anos atrás, e sim buscar caminhos e soluções mais ágeis para os desafios que enfrentam”, diz a analista do Sebrae Minas.

As experiências do Movimento Lab estão disponíveis na modalidade presencial, com turmas e agendas em diversas cidades do estado de Minas Gerais e online, com interações ao vivo com consultores e empreendedores de todo o país.

…e bolsos

De todos os cursos e atividade, as mais em conta são as Oficinas On_Board, que custam apenas 50 reais e têm duração de 4 horas cada uma. Nelas, jogos de tabuleiro criam uma experiência de aprendizagem de pensamento estratégico, tomada de decisão, trabalho em equipe e plano de vida. São trabalhados pensamento estratégico, processo decisório, gestão de recursos e liderança. “Consultores fazem considerações sobre o comportamento dos participantes durante o jogo, mostrando a eles como ser melhores gestores e líderes”, completa Paula.

Já o In_Book custa 80 reais a versão online e 210 reais a presencial (mesmo valor das três Oficinas Prototipe juntas). Em cada temporada, são oferecidas quatro oficinas que possibilitam aprender, na prática, teorias e ferramentas baseadas nos maiores best-sellers sobre gestão do mercado.

Todo o conteúdo é aplicado aos negócios dos participantes, aproximando temas como vendas, comunicação, criatividade, sucesso do cliente e storytelling à realidade de todos. E o mais interessante: não é preciso ter lido os livros para se inscrever no curso presencial (quatro oficinas de 3 horas cada uma) ou 100% online (quatro oficinas de 2 horas cada uma).

Mesmo os cursos com maior carga horária têm um preço convidativo. O Bootcamp, por exemplo, custa 120 reais a versão online (quatro dias, num total de 12 horas) e 380 reais a versão presencial (três dias, num total de 24 horas). Ele visa acelerar a estruturação do negócio, com técnicas e métodos ágeis, além de ferramentas usadas pelas empresas mais inovadoras do mercado.

O participante passa pelo processo completo – análise do cliente, propósito, persona, modelo financeiro, teste de canais de vendas, protótipos, PMV (mínimo produto viável), modelo de negócios (por meio do Lean Canvas, ferramenta que visa desenvolver modelos de negócios novos ou existentes) – e até formula um pitch de venda (ferramenta para apresentar negócios a investidores). “Ele sai com algo palpável ao fim do curso, com a ideia de seu negócio formatada. As pessoas gostam tanto que logo que saem da experiência do Bootcamp já querem iniciar outro curso do portfólio do Movimento Lab”, afirma a analista do Sebrae Minas.

Em prática

Luciana Sofiati Queiroz, do Ateliê Lu Sofiati, que vende bonecas de pano, participou da turma de Bootcamp realizada em setembro deste ano. Ela já havia feito outro curso do Sebrae em 2016, quando ouviu falar pela primeira vez da experiência. Com a pandemia, a versão online do curso possibilitou que estudasse sem sair de casa. “A versão virtual permitiu que participasse, pois se encaixou na minha rotina. E a dinâmica do curso me deu a chance de ter resultados efetivos ainda durante o curso. Sem contar que ele é prático e me permitiu colocar tudo em ação”, diz a empreendedora.

Ela conta que recebia tarefas em um dia, e no outro já tinha a resposta dos consultores e podia aplicar as soluções em seu negócio. “Criei uma ‘persona’ para meu empreendimento que mudou a forma como me comunico com meus clientes nas redes sociais e que está dando resultado”, afirma Luciana. “Só tenho elogios. Faria outro que se encaixasse na minha necessidade, com certeza. As pessoas utilizam pouco um serviço tão qualificado que está disponível para todo mundo.”

A jornada de conhecimento no Movimento Lab é livre e individual. “Cada um faz o caminho que quiser, mas os consultores indicam outros produtos para os participantes que queiram continuar as experiências”, diz Paula, do Sebrae Minas. “Todos são protagonistas de seu processo de crescimento e autodesenvolvimento, transformando projetos em realidade, de forma lúdica e compartilhada, pois os ambientes são muito favoráveis a trocas.”

Faz sentido. As experiências propostas no Movimento Lab são baseadas nos princípios da aprendizagem criativa, teoria desenvolvida pelo matemático americano Seymour Papert, com o apoio da equipe do MediaLab do Massachusetts Institute of Technology (MIT), que considera que as pessoas têm um aprendizado mais efetivo se estiverem engajadas na construção do conhecimento e se ele for significativo para elas.

Exame

Veja Também

QuintoAndar compra empresa de serviços para condomínios SíndicoNet

O valor da aquisição não foi revelado; a operação das duas empresas continuará independente A …