Paralisação dos médicos permanece

O desembargador Edvaldo Pereira Moura determinou que os médicos suspendam a paralisação. Na decisão, o desembargador também condena o Governo do Estado a melhorar os investimentos em saúde.

A categoria está paralisada desde terça-feira e consultas, exames e cirurgias estão suspensas. Funciona apenas urgência e emergência.

O presidente do Sindicato, Samuel Robson Moreira Rego, não recebeu a notificação da justiça e só irá se pronunciar após ser comunicado da decisão.

A greve dos médicos permanece e exames e consultas estão sendo remarcadas.

 

Veja Também

Entenda como vai funcionar o plano de vacinação contra covid-19 em São Paulo

O governo de São Paulo apresentou nesta quarta-feira, 6, o Plano Estadual de Imunização contra o coronavírus. …