sexta-feira , fevereiro 26 2021

OAB Piauí cobra eficiência dos canais de comunicação e reestruturação do atendimento nos juizados do Poder Judiciário Piauiense em reunião com a CGJ

Em busca de melhorarias na prestação jurisdicional do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), o Presidente da OAB Piauí, Celso Barros Coelho Neto, junto ao Diretor-Tesoureiro e Presidente da Comissão de Relação com o Poder Judiciário (CRPJ), Einstein Sepúlveda, participaram de reunião virtual com o Corregedor-Geral da Justiça, Desembargador Fernando Lopes. O encontro virtual aconteceu na manhã desta sexta-feira (22) e reuniu ainda membros da CRPJ, magistrados e servidores do TJ-PI.

“Nesta primeira reunião, discutimos alguns pleitos junto aos membros da Comissão de Relação com o Poder Judiciário, que tem prestado um relevante serviço para a Advocacia. Temos uma noção muito precisa da realidade da Justiça brasileira e piauiense, porque somos, hoje, 15.500 Advogados e Advogadas distribuídos em todo o Estado, por meio de 13 Regionais. Dessa forma, é de extrema importância que façamos um link entre os gestores do Tribunal de Justiça e os gestores da OAB Piauí”, afirmou o Presidente da Seccional Piauí, Celso Barros Coelho Neto.

Em sua fala inicial, o Presidente da CRPD, Einstein Sepúlveda, destacou que tem consciência do que se passa a nível de Tribunal de Justiça. “Este já é o nosso quinto ano tratando com nossos corregedores. Temos um raio x do que acontece na Justiça do Piauí e fico feliz de poder dizer que a Corregedoria avançou em alguns pontos, como a virtualização dos processos. Entretanto, outros pontos são ainda grandes desafios que precisam ser vencidos, como a unificação dos nossos sistemas, que é um pleito antigo da Ordem e, nessa oportunidade, renovamos o pedido”, disse Einstein Sepúlveda.

Einstein Sepúlveda falou ainda sobre os acessos restritos dos canais de comunicação do TJ-PI nesse período de pandemia. “É preciso que os canais de comunicação estejam claros no site e que o servidor, que está na unidade, possa entender os anseios dos colegas Advogados e Advogadas, que são também anseios da sociedade como um todo, pois procuram a Advocacia para buscar Justiça. Gostaríamos que a atual gestão da CGJ analisasse o relatório feito pela OAB, um trabalho que realizamos, ligando para todas as unidades de juizados da capital e do interior, atestando onde estava a dificuldade da comunicação”, afirmou.

Reforçando a importância dos relatórios, o membro da CRPJ José Wilson frisou que os levantamentos foram feitos de forma detalhada para buscar o aprimoramento das respectivas unidades. “Detectamos problemas pontuais de gestão e os relatórios apresentam como sugestão exatamente um acompanhamento mais de perto por parte da Corregedoria em razão da produtividade e dos próprios atendimentos”, disse.

OAB Piauí solicita ao TJ-PI e à Corregedoria providências quanto ao atendimento nas Comarcas do Estado

Outra questão relatada ao Desembargador Fernando Lopes diz respeito à expedição de alvarás, que mesmo com a atenção especial dada pelas resoluções do CNJ, a Advocacia ainda encontra grandes dificuldades. A reestruturação nos juizados, que já não atendem mais a capacidade da população que existe na capital, também foi um ponto abordado durante o encontro. Ao final, a OAB Piauí se comprometeu em repassar novamente todos os estudos já feitos. “Vamos encaminhar expediente pontuando todas essas ações. O nosso objetivo é fortalecer Justiça”, garantiu Einstein Sepúlveda.

Também presentes à reunião os membros da CRPJ, Carlos Terto e José Gonzaga Carneiro, reiteraram a importância da parceria entre o sistema OAB e o Poder Judiciário Piauiense em prol do fortalecimento do acesso à Justiça, sobre a garantia da defesa dos direitos do cidadão.

Para o Corregedor-Geral da Justiça, Desembargador Fernando Lopes, “a OAB é indispensável para a Administração da Justiça. Vamos em breve tentar solucionar o que for da competência da Corregedoria e, aquilo que não for, levaremos à Presidência do Tribunal”.

Participaram da reunião a Secretária-Geral da Corregedoria Geral de Justiça, Mônica Lopes; o Juiz Auxiliar, Raimundo Holland; o Juiz Auxiliar, Antônio Oliveira; além de servidores do TJ-PI.

Ascom OAB/PI

Veja Também

TCU requisita material sobre contratação de Moro por consultoria americana

O ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), deu o primeiro passo …