Juíza obriga Capes a prorrogar programa de bolsas de iniciação à docência

É inadequado paralisar projetos que têm contribuído para a melhoria de qualidade da educação básica do país. Assim entendeu a juíza Thais Helena Della Giustina, da 3ª Vara Federal de Porto Alegre, ao determinar a prorrogação dos projetos desenvolvidos por meio do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid).

A iniciativa oferece bolsas para estudantes de licenciatura que se dediquem ao estágio nas escolas públicas e também para professores supervisores. O Ministério Público Federal afirmou que o programa ficaria suspenso no primeiro semestre deste ano — os editais de 2013 terminaram em fevereiro de 2018, mas o início da próxima etapa só deve começar em agosto.

A pausa nas atividades, segundo o MPF, prejudicariam 32 universidades e 528 escolas estaduais e municipais somente no Rio Grande do Sul. Por isso, a instituição cobrou liminar na Justiça para garantir a continuidade do Pibid, em ação contra a União e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

A juíza concedeu antecipação de tutela, diante da relevância da iniciativa no contexto educacional brasileiro. “Ao que se infere, o Pibid tem contribuído para a melhoria de qualidade da educação básica, não apenas por meio do aperfeiçoamento da formação dos professores, mas também por provocar mudanças positivas nas escolas participantes, sendo constatado, inclusive, o aumento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB destas”, afirmou.

Thaís também considerou os potenciais prejuízos a escolas públicas, universidades e bolsistas com o encerramento dos projetos. “É oportuno salientar que, de acordo com as informações acostadas aos autos, o programa beneficia 72 mil bolsistas, alcança 300 instituições de Ensino Superior e aproximadamente 5 mil escolas estaduais e municipais”, disse.

A decisão obriga a prorrogação dos Editais 61/2013 e 66/2013. Com isso, devem ser mantidos os projetos que vinham sendo desenvolvidos no âmbito do Pibid no país e as respectivas bolsas, até o início da execução dos novos projetos a serem desenvolvidos conforme o Edital 7/2018.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Justiça Federal do RS.

 

Veja Também

Piauienses alcançam média de 980 pontos na redação do Enem

Os estudantes da rede pública de ensino do Piauí estão em destaque entre as maiores …