sexta-feira , setembro 25 2020

Igualdade de gênero na OAB é tema de encontro de advogadas no Piauí

Mulheres advogadas realizaram o primeiro Curso de Formação Política para Advogadas, tendo como foco a luta pela igualdade de gênero dentro da gestão da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB-PI) e por maior participação feminina na política. O curso foi promovido pelo Movimento Iguala OAB – A ordem é incluir e que aconteceu no auditório do Espaço ÊPA, em Teresina.

A programação do curso contou com a presença de 60 advogadas, que participaram de debates sobres várias temáticas relacionadas ao histórico, legislação e inclusão da mulher na advocacia e atuação na OAB-PI. Durante o curso, as profissionais também registraram depoimentos em apoio ao fortalecimento do Movimento Iguala OAB.

“Amo ser advogada, trabalhar pela Ordem e sair de casa todos os dias para me dedicar à coletividade da advocacia é o exemplo que quero deixar para os meus filhos, o da mulher que abre a porta de casa e quer conquistar o mundo. É importante nós mulheres advogadas sermos ousadas e buscar uma equivalência de gêneros na composição dos cargos políticos dentro da OAB, pois também já somos quase metade e estamos reunidas e decidas a fazer com que nossa metade seja respeitada”, comenta a advogada Élida Fabrícia Franklin, uma das palestrantes e secretária adjunta da OAB-PI.

O curso iniciou com o tema “Histórico da Participação Feminina da OAB nacional e local”, ministrado pela advogada e vice-governadora do Estado do Piauí, Margarete Coelho. Depois, seguiu durante toda a tarde e encerrou com a palestra “Plataforma 50/50 e sua aplicação nas eleições OAB/2018”, ministrada pela advogada especialista em Direito Eleitoral e uma das organizadoras do encontro, Geórgia Nunes, que falou sobre a Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável e sobre a iniciativa da ONU Mulheres “Por um planeta 50-50 em 2030: um passo decisivo pela igualdade de gênero”.

“Encerramos com sucesso nossa primeira turma do curso de Formação Política para as Advogadas. As mulheres que estiveram nesse curso serão multiplicadoras dos conhecimentos obtidos essa oportunidade. É importante lembrar que nós somos quase 44% da advocacia piauiense, então, nosso objetivo é fazer a mensagem do Movimento Iguala OAB chegar a todas as advogadas independente de lado político, pois o importante é ter o maior número de mulheres que participem ativamente das eleições da OAB”, diz Geórgia Nunes.

Fonte: Ascom

Veja Também

Robótica: projetos trazem benefícios dentro e fora de sala de aula

Na capital, equipes são exemplos de como o trabalho com robôs é muito humano Cada …