Governador Wellington Dias abre ano legislativo

Através da mensagem anual, o governador Wellington Dias prestou contas da sua atual gestão na volta aos trabalhos dos deputados estaduais após o período de recesso. “O Piauí, assim como todos os estados, enfrentou grandes dificuldades em 2017, ano marcado por um momento de excepcionalidade econômica e política, que promoveu a retração das finanças de Estado maiores e mais ricos”, explicou.

O governador destacou ainda em sua mensagem que o apoio dos parlamentares foi imprescindível para a sua governabilidade. “Vivemos neste ano um cenário de dificuldades, contenção e busca de equilíbrio permanente. Coube ao nosso governo, limitar gastos e discernir sobre as atividades essenciais que precisaram ser mantidas e ampliadas, para que a população tivesse acesso a serviços básicos de qualidade. Todas as decisões foram tomadas em comum acordo com a representação legislativa”.

Ainda segundo a mensagem, a eficiência administrativa foi obtida graças ao apoio da Assembleia Legislativa, através de seus votos em projetos de leis e emendas constitucionais, que permitiram ao Governo do Estado uma gestão capaz de garantir crescimento, equilíbrio e tranquilidade ao povo piauiense.

O governador elogiou ainda o trabalho de secretários de Estado e demais gestores. “O equilíbrio das contas públicas e o controle de despesas foi a marca da gestão do Governo em 2017 por meio da Unidade de Gestão e Programação dos Gastos Públicos. Contamos com a participação da SEFAZ, SEPLAN, CGE e PGE, cumprindo o papel de subsidiar os gestores dos órgãos do Estado com informações técnicas e monitoramento dos gastos para gerar economicidade aos cofres públicos”.

A mensagem falou ainda sobre os avanços do trabalho das PPPs (parcerias público-privadas), da evolução da arrecadação própria do Estado, do trabalho realizado com o enfrentamento da violência contra a mulher, da criação de novas vagas para atendimento de dependentes químicos, melhorias na educação pública de tempo integral e aumento de vagas para o ensino superior. “No ensino superior o estado se esforçou para que melhorias fossem realizadas mesmo num ano em que a educação sofreu com cortes do governo federal. Em 2017, houve ampliação e diversificação nos cursos oferecidos pela UESPI”, pontuou.

Fonte: Ascom

Veja Também

Donald Trump vota com 10 dias de antecedência na Flórida

Presidente dos Estados Unidos foi presencialmente votar neste sábado (24) em um dos estados mais …