Empreendedor transforma lixo em obras de auxílio a escolas públicas

Lugar de lixo é no lixo? Nem sempre. Levando ao pé da letra a palavra reaproveitamento, o engenheiro agrônomo  piauiense Gilberval Vieira tem transformado espaços vazios e abandonados de escolas públicas em áreas de lazer, arte e diversão para centenas de crianças da rede. O projeto, hoje alvo de aplausos, teve início há dois anos e pode ser considerado um exemplo de cidadania e respeito a natureza.

Mais de 30 escolas receberam a novidade. A transformação vem através de materiais recicláveis, pneus, garrafas pet, madeira, enfim, coisas que podem ser reutilizadas e que com certeza seriam lixo na natureza, no fundo dos rios. O que para muitos não serve, se transforma em obra de arte.

“Trabalho com paisagismo e ambientação e uso isso para o bem comum.  Tudo começou como um grande desafio, e hoje virou parte do meu dia a dia. A ideia é mudar, transformar locais abandonados e cheios de entulhos em espaços aconchegantes para as crianças, parques,  áreas de lazer. Colocando a criança em contato com a natureza tenho certeza que ajudo na formação de uma concepção mais consciente de preservação ambiental. Que sejam adultos responsáveis”, informou. O trabalho desenvolvido conta com o apoio de um ajudante, Gleydson Lustosa.

Preocupado com a segurança dos jovens que vão utilizar o espaço, o engenheiro agrônomo procura usar matérias que não são pontiagudos. Nada de ferro, apenas fibras e plásticos, para evitar acidentes.

O mais recente trabalho aconteceu em uma creche da Cmeie, denominada Tia Fanny, situada na zona leste de Teresina, no bairro Vale do Gavião. O pátio da escola foi ambientado e se transformou em uma pista de corrida. Um trabalho que ganhou elogios da escola e da comunidade.

Para o futuro, a meta é ampliar a área de atuação. “Vou continuar com o projeto, sempre com a preocupação ambiental. Mais de 500 pneus velhos já foram pintados, reciclados. Extratos de madeira também são reutilizados. Áreas abandonadas serão transformadas em bosques. Ainda estamos apenas começando”, informou, empolgado. No fim das contas, a natureza agradece.

Veja Também

Banco Popular adota medidas de apoio aos microempreendedores frente à pandemia

O Banco Popular de Teresina (BP) está adotando medidas de apoio aos pequenos empreendedores que …