sexta-feira , dezembro 3 2021

Discriminação salarial pode gerar multas e negativar nome de empresas

Segue para a Câmara dos Deputados o projeto (PLS 33/2018) que estabelece multa para os empregadores que praticarem discriminação salarial por motivo de sexo ou etnia. O valor corresponde a 50% do teto dos benefícios pagos pelo INSS, o que atualmente corresponderia a R$ 2.822.

Em casos de reincidência, a multa passa para R$ 5.645. O relatório da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) também cria um cadastro negativo de empregadores que praticarem esse tipo de discriminação. As  empresas que constarem nessa lista por dois anos poderão pagar multa de R$ 11.290 por discriminado.

Fonte: Agência Senado

Veja Também

Proposta determina que o poder público pague o sepultamento de vítimas do coronavírus

O Projeto de Lei 1662/20 determina que o manejo do cadáver e o sepultamento ou …