Consumidores reclamam dos preços do ovo da Páscoa

O feriado de Páscoa se aproxima e, apesar do comércio estar otimista com as vendas, os valores dos ovos de Páscoa têm feito alguns consumidores repensarem as compras e partirem para a produção caseira. Em alguns casos, a economia chega até 80%.

É o caso da dona de casa Luciane Alves, 33, que buscou a produção própria como forma de fugir dos altos preços dos ovos de Páscoa nos supermercados.

“Os preços estão abusivos. Então, resolvi comprar todos os itens necessários para produzir os ovos de Páscoa em casa”, conta. “Assim, conseguirei presentear cerca de 20 familiares. Se tivesse que comprar, seria impossível”, reforça.

Segundo ela, fazer os ovos de chocolate em casa é muito mais barato. “A média de preço do ovo de Páscoa é de 40, mas não devo gastar nem R$ 20 em cada um deles, uma economia de mais de 50%”, garante. “Fora que posso produzir o ovo conforme o gosto da pessoa, além de recheá-lo com diversos sabores”, completa.

Renda extra 

E, como o custo de produção é baixo, Luciane estuda a possibilidade de vender algumas unidades nesta Páscoa para garantir uma renda extra. “Nunca vendi, mas tenho pensado nesta possibilidade”, diz a dona de casa, que conta com a ajuda dos filhos na produção. “Além da economia, a gente se diverte.”

A vendedora Bruna Helena Garcia de Souza, 20, garante que não compra mais ovos de Páscoa. “Prontifiquei-me em fazer os ovos de chocolate que vou dar para minha família”, diz.

De acordo com ela, cada ovo de colher (com recheio comestível) com cerca de 500g custa, em média, de R$ 50. “Como preciso dar dez ovos de Páscoa iria extrapolar meu orçamento. Seria impossível”, afirma. “Então, com apenas R$ 100 comprei todos os itens necessários para a produção dos dez ovos”, completa a vendedora, que irá economizar 80%.

Tributação torna preços mais altos  

Muitas pessoas reclamam dos preços dos produtos típicos de Páscoa, mas parte do valor vem das altas taxas tributárias embutidas nestes itens.

As maiores alíquotas aparecem nos vinhos, que têm 54,73% de tributos, seguidos do bacalhau (43,78%) e da colomba pascal (38,68%). Isto é o que aponta o estudo realizado pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação).

Quem pretende presentear amigos e familiares com um dos itens mais tradicionais, o ovo de Páscoa, deve se preparar, visto que 38,53% do seu valor já tem destino certo: os cofres públicos.

E, mesmo quem procura alternativas para economizar e opta pela compra de caixa de bombons, a carga tributária é de 37,61%; no caso do chocolate em barra, os encargos são de 38,60%.

Fonte: CBN Notícias

Veja Também

Guarda Municipal fecha duas lojas por descumprir decreto municipal

A Guarda Civil (GCM) fez a condução para a Central de Flagrantes de um empresário …