terça-feira , setembro 22 2020

Como desbloquear um celular recuperado que havia sido bloqueado por IMEI

Nem todos que perdem ou têm um celular roubado sabem, mas o bloqueio do aparelho feito diretamente com a operadora ainda é uma das maneiras mais seguras de garantir que o telefone não seja passado adiante, revendido ou usado por outra pessoa. Em geral, isso é feito por meio do número IMEI, uma espécie de identificação exclusiva de cada dispositivo.

O impedimento não é 100% garantido; afinal, já há maneiras de burlar o sistema, mas isso não invalida a recomendação de sempre registrar um boletim de ocorrência e solicitar o bloqueio à operadora. Acredite: isso vai ser útil inclusive no caso de você recuperar o aparelho perdido.

Se a pessoa encontrar ou conseguir o telefone de volta, a orientação das operadoras para proceder com o desbloqueio do telefone é comparecer pessoalmente a uma loja física munido da documentação adequada para fazer a solicitação. Uma dica: evite revendas autorizadas e prefira lojas próprias das operadoras, que costumam ter um atendimento menos limitado. Basta levar a identidade e CPF do titular da linha, a nota fiscal da compra do aparelho e uma Caixa do aparelho (se possível).

Levar a caixa do aparelho não é imprescindível, mas pode ajudar os funcionários da operadora a identificarem o número IMEI do aparelho recuperado.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) não é responsável pelo procedimento de bloqueio ou desbloqueio de aparelhos, mas lembre-se: é ela que regula e fiscaliza a operação das empresas de telefonia, então pode intermediar qualquer problema que você enfrente na hora de desbloquear o celular recuperado – e não só nesse momento. Para isso, ligue no 1331 (pessoas com deficiência auditiva devem chamar o número 1332).

Fonte: Tecmundo

Veja Também

TST acolhe proposta para realização de sustentação oral por teleconferência

O presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, anunciou entendimento com o Tribunal Superior do …