terça-feira , dezembro 7 2021

Cartão Sasc Emergencial beneficiará famílias em extrema pobreza no Piauí

O secretário da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (SASC), Zé Santana, fará, na próxima quarta-feira (27/07), às 11 horas, no Palácio de Karnak, o lançamento do Cartão Sasc Emergencial. Em razão da pandemia causada pela Covid-19, a solenidade acontecerá de forma virtual, com transmissão pelas redes sociais do Governo do Estado.

O Cartão Sasc Emergencial tem como público cerca de 15 mil famílias que vivem em extrema vulnerabilidade social no Piauí, não recebendo auxilio de outros programas sociais. O benefício de R$ 200 será pago em forma de crédito no cartão, pelo período de dois meses, e só poderá ser usado para aquisição de alimentos. Serão investidos R$ 6 milhões na ação.

Segundo dados oficiais do Cadastro Único do Governo Federal, o Piauí possui uma boa cobertura de transferência de renda, sendo o carro chefe o programa Bolsa Família, que atende mais de 40% da população piauiense.  Contudo, com a pandemia, danos se tornaram mais significativos na renda e na vida das famílias extremamente pobres levando também a um agravamento da situação desigualdade social. Isso que gerou aumento por expansão desses benefícios, fazendo com que o Governo do Estado assumisse o compromisso de promover com orçamento próprio uma retaguarda mínima para as famílias.

O secretário Zé Santana explica que foram realizados diversos cruzamentos de dados envolvendo a base do Cadastro Único e do sistema Sasc Integração, permitindo dessa forma a delimitação de um segmento com um maior nível de dificuldade para ser atendido de forma emergencial. “São pessoas que estão no CadUnico, com perfil de Bolsa Família e com renda per capita de até R$178, mas que não foram contempladas com outro tipo de benefício de transferência de renda”, reforça o secretário.

O secretário diz ainda que os cartões estão prontos e sendo separados. Todos os municípios serão contemplados. “Nós estamos fazendo busca ativa, fazendo visitação junto aos Cras (Centro de Referência de Assistência Social) dos municípios para que possamos estar formalizando um termo de cooperação técnica, com adesão dos municípios a esta política de transferência de renda, para que os cartões possam ser entregues pelos Cras”, diz Santana.

O cartão vem bloqueado, com o nome da pessoa beneficiada, dentro de um envelope. Para desbloqueio é necessária uma senha liberada pela Sasc.

    Divulgação

 


Fonte: Governo do Piauí 

Veja Também

Juíza suspende atividade profissional de sete advogados suspeitos de fraude; OAB-GO vai recorrer

Sete advogados tiveram a atividade profissional suspensa cautelarmente, por força de decisão judicial, por suspeita …