sexta-feira , novembro 27 2020
happy fashion designer showing a dress to her customer

Carnaval oferece oportunidades para seu negócio

Planejar a produção com antecedência é uma das apostas que garantem sucesso ao desempenho das empresas durante a festa de Momo. “É preciso ter um mix de produtos alinhado à proposta carnavalesca, focada no que é fresco, leve, básico e confiável. Os foliões não voltariam em uma loja que vendeu fantasia rasgada, nem na lanchonete com o sanduíche vencido ou que pesou no estômago durante a festa”, analisa o especialista em empreendedorismo do Sebrae, Enio Pinto.

De acordo com Enio, o carnaval pode ser uma grande oportunidade para conquistar e fidelizar novos clientes. “O empresário deve ter uma preocupação constante para não atrapalhar a dinâmica e o ritmo do folião-cliente. Esse pensamento deve nortear todas as ações, desde e preparo da equipe, do espaço de venda e do produto”, orienta. “Se o bloco de rua passa em frente à sua loja, por exemplo, mesmo que o folião não vá comprar naquela ocasião, é simpático disponibilizar o banheiro para seu futuro cliente”.

Confira dicas para conquistar clientes no carnaval:

 

  1. Equipe:
  • O time de atendimento deve ser identificado – para facilitar visualização em lojas de maior movimento;
  • Vale engajar e motivar os funcionários, até com melhoria de comissão, para que sintam-se estimulados a trabalhar em um período festivo;
  • A equipe deve ser treinada para atuar em momentos de pico, de modo a atender às necessidades do cliente com agilidade e eficiência.

  1. Produto/Serviço:
  • Oferecer combos e kits ajuda a cativar o cliente. Exemplo: ao comprar a bermuda, leva também uma máscara ou kit de maquiagem com glíter;
  • Serviços de hospedagem podem oferecer mimos como adereços carnavalescos, confetes e serpentinas;
  • Lojas de roupas devem se preocupar em repor o estoque com a grade completa de tamanhos e cores para não frustar os clientes;
  • Inovar na apresentação. Exemplo: ao vender sanduíche na rua, ofereça álcool em gel para a higiene das mãos.

  1. Local:
  • Ponto de venda deve ser organizado, pois organização remete à velocidade no atendimento e resulta em melhores vendas;
  • Uma ornamentação cuidadosa, sem poluição, agrada aos olhos e atrai clientes.

 

Fonte: Agência Sebrae

Veja Também

WhatsApp entra com ação contra empresas por envio de mensagens em massa

Plataforma diz que prática fere termos de serviço do aplicativo. O WhatsApp anunciou nesta sexta-feira (13) que …