http://bit.ly/aFORÇAdoEMPREENDEDOR

A única constante é a mudança

Heráclito ou Heráclito de Éfeso foi um filósofo pré-socrático considerado o “Pai da dialética”.  Mesmo tendo escrito isso há tanto tempo atrás, nós enquanto civilização, não nos demos conta ainda dessa afirmativa , dessa certeza que contribui naturalmente para o nosso desenvolvimento e crescimento, mas que também nos tira da zona de conforto, pois exige da gente estratégia, conhecimento, competência, coragem, resiliência dentre outras características e habilidades para lidar com essa que é a grande realidade na vida.

A mudança, a transformação dos fatos e das pessoas. Nesse momento em especial, vivemos algo inédito, não somente pela fatalidade, mortes, etc., mas por atingir a todos no planeta. Desde a China onde se iniciou essa pandemia, a Itália onde se agravou bastante, os EUA, e demais países, todos estão em quarentena, sem saber o que fazer, muitos preocupados com a própria vida e o estado de saúde do seu povo, outros com a economia, pois essa “parada“ a médio e a longo prazo pode trazer malefícios para a vida das pessoas mais simples igual ou até pior que a pandemia.

Mas, como tudo isso é uma novidade, e não quero aqui tentar adivinhar o que irá ocorrer, sou adepto das duas correntes: cuidar das pessoas e pensar na economia, concomitantemente, sem extremos ou interesses escusos e pessoais por trás das ações. Mas, vou entrar de fato no ponto, sobre o que conheço com uma certa propriedade:  pessoas.

Sou um estudioso sobre o assunto, há muitos anos, com as mais variadas formações. Sempre participei de cursos e formações, onde quem mais participam são médicos psiquiatras, psicólogos, terapeutas, coachs, etc., e sempre me perguntavam o que um administrador de empresas fazia ali. Com muita simplicidade, respondia que uma empresa do ponto de vista técnico ou jurídico é um contrato social, mas do ponto de vista prático, é um conjunto de pessoas.

Então, como liderar da melhor maneira possível essas pessoas? Como fazer elas darem o seu melhor? Como fazer com que elas se sintam reconhecidas e valorizadas? Como torná-las felizes no ambiente de trabalho? Produz mais quem está mais motivado, feliz, isso é fato. Então, com base nesses objetivos e conhecimentos, o que mais nos afeta nesse momento é descobrir que a gente não tem controle sobre nada, nem sobre a própria vida.

Chega um vírus como esse e muda a rotina e vida de todos. Chegou a hora de repensarmos nossas posturas diante da vida, no mundo corporativo principalmente, a natureza não aguenta mais tanta exploração, poluição, falta de respeito. Nossos irmãos, a própria humanidade não aguenta mais tanta desumanização. Aproveitemos esse momento para uma profunda reflexão, para nos realinharmos aos nossos princípios e valores, que a gente olhe para o outro com amor, empatia, altruísmo.

Que a gente, em casa, resgate os nossos relacionamentos com nossa família. Que sejamos novamente os heróis de nossos filhos, o orgulho dos nossos pais, o porto seguro para os amigos. Que a gente viva com simplicidade, mas de verdade. Não vale a pena ser um personagem nesse mundo, que por alguma carência ou falta de maturidade a gente acaba sendo, para se sentir aceito ou pertencente a algum grupo assumindo papéis e levando uma vida superficial. E, no dia da partida, pois todos nós tempo o prazo de validade aqui pela terra, teremos que retornar. E que não façamos como muitos, que na hora da partida já sem tempo olhar para trás, descobrem quanto tempo perdido, por não dar valor realmente ao que tem valor: as pessoas, os relacionamentos. E, arrependidos, apenas lamentam não poderem mais mudar a sua história.

Então, sugiro a gente aproveitar esse acontecimento como a grande chance de nossas vidas. Imaginem o planeta como um organismo vivo, que respira, que também se transforma se desenvolve, nesse período de quarentena, ele se regenerando, recuperando a saúde, por estar sendo menos poluído materialmente e espiritualmente pois uma corrente de pessoas estão orando, rezando, meditando para que a gente supere esse período. Então, assim como o planeta, vamos aproveitar esse período para nos regenerarmos também, corrigirmos a rota, colocarmos Deus, a família e demais pessoas, nessa ordem, nos nossos objetivos.

É o que desejo a todos e também como empresário, essa é a minha postura: A Liberal Seguros está funcionando normalmente com todas as suas atividades, com seus colaboradores trabalhando home office, preservando assim a saúde de todos e cumprindo as orientações nesse período de quarentena. Não reduziremos jornada, não suspenderemos contratos e nem iremos realizar demissões. Sairemos desse período de reflexões e adaptações com as soluções necessárias para continuarmos a prestar um serviço de excelência, tendo a receita que precisamos e com as nossas relações na empresa mais sólidas, tendo a convicção que podemos realmente contar uns com os outros.

Liberal Neto é Administrador de empresa com habilitação em marketing, Pós graduado em recursos humanos, Ciências da educação e Psicologia positiva.

Veja Também

Cuidados com marcas no ambiente de negócios pós-pandemia

De que forma cada um de nós e as empresas vão estar pós-pandemia do COVID-19 …