quarta-feira , outubro 28 2020

Zumba como manifestação cultural

A Câmara analisa o Projeto de Lei 10002/18, do deputado Marco Antônio Cabral (MDB-RJ), que reconhece a zumba como forma de manifestação cultural e atividade física.

Idealizada na década de 1990 por um coreógrafo colombiano, a zumba compreende uma série de atividades que unem movimentos de danças latinas e caribenhas com exercícios físicos, ajudando no desenvolvimento corporal e trazendo benefícios semelhantes aos da prática desportiva. Ela costuma ser praticada em academias e em espaços públicos.

Segundo a proposta, os assuntos relativos à zumba farão parte, nos âmbitos municipal, estadual e federal, da pauta de políticas públicas dos órgãos ligados à cultura, à saúde e ao lazer. O texto também prevê que a prática da zumba poderá ser estimulada por benefícios fiscais.

Marco Antônio Cabral observa que a zumba vem sendo muito praticada por idosos no Brasil. “Pelo fato de aliar música, dança e exercícios físicos leves, que não causam fortes impactos, a zumba tem se mostrado uma excelente alternativa para aqueles que buscam iniciar ou manter um estilo de vida saudável”, ressalta.

Outro ponto positivo, de acordo com ele, é a interação que a atividade proporciona com as culturas de outros países e regiões, ao reunir ritmos e manifestações musicais tão diversas como samba, mambo, salsa, merengue e dança do ventre.

Tramitação
O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara

Veja Também

Seduc realiza projeto Pré-Enem na Estrada em União e Fronteiras

Nesta sexta-feira (23), os alunos da cidade de União participam da revisão Pré-Enem na Estrada …