quinta-feira , setembro 24 2020

Queda nas taxas de juros e novas formas de financiamento animam mercado imobiliário em 2020

O ano de 2020 se apresenta como bastante promissor para o mercado imobiliário brasileiro. A expectativa se deve a fatores como melhores condições de financiamentos, queda nas taxas de juros e maiores garantias jurídicas. A queda na Selic e aumento da confiança do consumidor são outros importantes pontos que devem impactar de forma positiva no mercado imobiliário.

Essa semana, a Caixa Econômica Federal, por exemplo, lançou um novo crédito imobiliário com taxas prefixadas. A medida abrange imóveis usados e novos que podem atingir cotas de financiamento de até 80%. A linha de crédito irá iniciar com juros de 8%/ano e já está disponível para quem deseja garantir a compra da casa própria por meio de financiamento.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Piauí (CRECI-PI), Nogueira Neto, o setor imobiliário apresenta boas perspectivas de crescimento para os próximos anos. “O setor nos últimos anos passou por um período bastante complicado. Porém, de forma gradativa estamos recuperando a capacidade de negociação, isso graças a queda nas taxas de juros e novas formas de financiamento. Essa nova linha de crédito vai permitir que as pessoas possam saber no momento da contratação o valor total que será pago no financiamento do imóvel, o que por consequência trará mais segurança para o cliente”, afirmou Nogueira Neto, presidente do CRECI-PI.

O novo crédito imobiliário com taxas prefixadas permite que os clientes possam escolher entre o Sistema de Amortização Constante (SAC) com contratos de até 360 meses, e o Sistema Francês de Amortização (PRICE) para financiamentos em até 240 meses.

De acordo com pesquisa realizada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), no último trimestre de 2019 o mercado imobiliário apresentou aumento nas vendas de 16%, em comparação ao mesmo período do ano anterior. Assim, para 2020, o setor segue bastante otimista para que seja realizado a construção de novos empreendimentos e concretizados importantes negócios.

Ascom

Veja Também

Casos da covid-19 no Brasil caem 30%, diz Ministério da Saúde

Evolução semanal das mortes causadas pela doença recuou pela quarta semana consecutiva, para 5.007 óbitos …