Professores lançam Instituto Brasileiro de Criminologia Cultural

Um grupo de professores lançou, nesta semana, o Instituto Brasileiro de Criminologia Cultural. Eles estudam como o crime e as agências e instituições de controle do crime são produtos culturais.

À frente do projeto estão os brasileiros Salah H. Khaled Jr., professor da Universidade Federal do Rio Grande e Álvaro Oxley da Rocha, professor na PUC-RS. Além deles, há o estadunidense Jeff Ferrell, da Universidade Cristã do Texas, e o britânico Keith Hayward, da Universidade de Copenhague.

“Criminologistas culturais focam incansavelmente na geração contínua de significado em torno da interação: regras criadas, regras quebradas e uma interação constante de empreendedorismo moral, inovação política e transgressão”, explicam, em nota.

O Instituto define dentre algumas das suas finalidades: difundir o tema; manter grupos de estudos e debates comprometidos com análises sobre a questão criminal brasileira sob a perspectiva da Criminologia Cultural; e qualificar o debate público sobre o crime e o controle do crime.

Clique aqui para acessar o site.

Fonte: Consultor Jurídico

Veja Também

Governo Bolsonaro vai criar curso técnico em serviços jurídicos

Formação consta no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos do MEC. No CNCT – Catálogo Nacional …