Polícia registra ofensas a Alexandre de Moraes no Clube Pinheiros

Segundo Boletim de Ocorrência, segurança da escolta do ministro do STF ouviu os insultos e levou sócio para prestar depoimento

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), foi insultado por sócios do Clube Pinheiros, em São Paulo, na noite de quinta-feira (2). O caso teve boletim de ocorrência registrado na madrugada de sexta-feira (3), por um dos seguranças que faz a escolta do ministro.

O segurança que ouviu as ofensas levou um dos sócios acusados ao 14ª Distrito Policial, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo, para prestar depoimento. Segundo o boletim, Moraes foi alvo de insulto por um grupo de homens e xingado com frases como “careca ladrão”, “advogado do PCC” e “vamos fechar o STF”.

Moraes consta no registro como “vítima” em suposto crime de injúria, enquanto o sócio do clube acusado das ofensas negou os ataques ao ser levado para a delegacia.

“O investigado declarou que estava no Clube Pinheiros assistindo jogo de futebol e que havia várias mesas insultando a pessoa da vítima, contudo, que desconhece as qualificações dessas pessoas. Que ao deixar as dependências do clube, foi abordado pelo representante (o segurança). Questionado acerca dos insultos ou ameaças, negou”, consta no Boletim de Ocorrência.

R7

Veja Também

Governadores pedem encontro com Toffoli para debater fim do ICMS diferenciado em energia

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Os governadores têm solicitado um encontro com o ministro Dias Toffoli …