segunda-feira , outubro 19 2020

Piauiense toma posse na Academia Brasileira de Literatura de Cordel

O professor piauiense Wilson Seraine tomou posse na Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC), durante solenidade realizada no Conselho Estadual de Cultura do Piauí (CEC-PI). Seraine agora ocupa a cadeira nº 8, na categoria pesquisador.

A cerimônia contou com a presença do presidente da ABLC, o poeta Gonçalo Ferreira Silva.  Ele destacou que a posse do novo integrante celebra sua vocação para o enriquecimento da cultura. “Utilizar a literatura de cordel como ferramenta de popularização da ciência é algo digno de reconhecimento e o professor Wilson tem feito isso de maneira brilhante”, diz Gonçalo Ferreira. Coube ao presidente da Academia Piauiense de Letras e conselheiro de Cultura do Estado, Nelson Nery Costa, realizar a apresentação de Wilson.

Seraine usou seu discurso para homenagear cordelistas piauienses como Firmino Teixeira do Amaral, Zé da Prata e Pedro Costa. Destacou a importância do projeto Cordel nas Escolas, desenvolvido em escolas públicas estaduais e municipais de Teresina, e a influência dos demais meios de comunicação na utilização do cordel nos dias atuais.

O novo membro da ABLC destacou também, em seu discurso, que ingressar nos quadros da Academia é motivo de honra e satisfação. “Tenho muita admiração e respeito pelos membros dessa Academia. São pessoas cujas realizações me inspiram, todos os dias, pela utilização da literatura de cordel para enriquecer cultural e intelectualmente a população brasileira e pelo trabalho que todos desenvolvem para preservação desta tradição”, afirma Seraine.

Falou ainda de sua trajetória e de sua admiração pela literatura de cordel que resultou no livro “A Literatura de Cordel no Ensino de Ciências”. A obra é resultado da dissertação de mestrado defendida por ele, em 2009, e comprova a hipótese de que a literatura de cordel pode colaborar para a compreensão de conteúdos didáticos e que é possível incorporá-la à prática docente.

Em parceria com o cordelista Pedro Costa, que faleceu em 2017, Seraine inovou na apresentação do livro – a introdução e a conclusão vêm em formato de cordel, mostrando, na prática, ao leitor como os versos podem ensinar.

Ao fim do discurso, Wilson assinou o livro de posse e recebeu os tradicionais adereços que compõem o figurino da ABLC: o colar com uma medalha, entregue pelo presidente da ABLC, e o diploma de integrante da casa entregue pela família do empossado.

Também estiveram presentes na solenidade, a vice-presidente do Conselho Estadual de Cultura do Piauí e diretora do Museu do Piauí, Dora Medeiros; o jornalista, filósofo e estatístico Pedro Mendes Ribeiro; o presidente da Fundação Cultural Monsenhor Chaves(FMC), Luís Carlos, dentre outras autoridades.

Wilson Seraine

Wilson Seraine é piauiense, de Teresina. Formado em Licenciatura Plena em Física na Universidade Federal do Piauí (UFPI). Mestre em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA-RS). É professor de física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), autor de 7 livros nos segmentos de educação e cultura popular,  é membro da Academia Piauiense de Literatura de Cordel,  integra o Conselho Estadual de Cultura do Estado do Piauí, preside a 1ª Colônia Gonzaguiana do Brasil, localizada em Teresina, e apresenta, na FM Cultura de Teresina, o programa semanal “A Hora do Rei do Baião”.

Wilson estuda há 21 anos a história e obra de Luiz Gonzaga e é considerado um dos especialistas mais respeitados do Brasil quando se trata da vida e obra do “Rei do Baião”.

Fonte: Ascom

Veja Também

Abertas inscrições para preparatório do Enem com 3.500 vagas

As aulas iniciam no dia 14 de outubro e acontecerão de segunda a sexta-feira na …