Pesquisa mostra que brasileiros estão consumindo mais frutas, legumes e verduras

O brasileiro está consumindo mais frutas e vegetais, principalmente as mulheres. Frutas são mais consumidas do que os vegetais, pela facilidade de transportar e comer. As frutas estão sendo mais consumidas em sucos e “snacks”, mas o que desestimula o consumidor é o preço elevado, a sazonalidade e a quantidade de calorias.

Já os vegetais são frequentemente consumidos como ingredientes complementares, como acompanhamento de carnes, limitando sua capacidade de se manter como o alimento principal de uma refeição. Além disso, 34,60% da população brasileira consome frutas e vegetais pelo menos cinco dias por semana.

Essas e outras conclusões foram apuradas na pesquisa organizada pela Produce Marketing Association (PMA), entidade internacional ligada ao setor de frutas, legumes e vegetais. A entidade conta com 2.900 empresas associadas, 46.000 compradores e fornecedores, distribuídos em 55 países, inclusive no Brasil, que conta com 77 associados, entre produtores, distribuidores, fornecedores de produtos e serviços e varejistas.

O estudo foi antecipado ao Broadcast Agro e será apresentado pela CEO da PMA, Cathy Burns, durante o PMA Fresh Connections. O evento, realizado em São Paulo no Centro de Convenções Rebouças, reúne produtores e profissionais da indústria de frutas, legumes e verduras (FLV), com palestras sobre o mercado e tendências, exposição para apresentação de lançamentos, produtos e serviços.

A pesquisa abordou, qualitativamente, 20 homens e mulheres entre 24 e 50 anos e sua rotina alimentar. O levantamento revelou, por exemplo, que o consumo é maior proporcionalmente à idade, indicando que se trata de demanda relacionada à preocupação com a saúde, conforme se envelhece. Além disso, quanto mais alto o nível educacional, maior o consumo de FLV.

Além disso, na percepção dos brasileiros, o consumo de suco de frutas ou verduras equipara-se ao consumo da fruta in natura, embora o suco seja consumido não como substituto da fruta, mas de refrigerantes. “Em geral, os consumidores concordam que o suco fresco é melhor do que o embalado”, mostra o estudo. “Quando dá tempo, a maioria faz seus próprios sucos frescos em casa”.

Quanto à falta de estímulo em consumir frutas predominam fatores como preço (principalmente das variedades importadas), calorias, cheiro, necessidade de preparo, sazonalidade, sabor e restos para jogar fora. Quanto aos legumes, as barreiras se relacionam a opiniões de que os alimentos estragam rapidamente, afetando o sabor, são caros e requerem preparo.

A PMA apurou ainda que os brasileiros não demonstraram clara compreensão dos benefícios que realmente uma fruta ou vegetal oferece para a saúde humana, embora tenham prazer no consumo principalmente de frutas, pelo sabor adocicado. Já em relação às verduras, elas são apreciadas pelo que trazem para os outros pratos.

New Trade

Veja Também

Estudo apresenta proteína capaz de impedir infecção do vírus da covid

Cientistas descobriam que a lectina impede entrada do SARS-CoV-2 na célula. É um passo importante …