MEC autoriza aulas à distância até o fim do ano para ensino superior

O Ministério da Educação (MEC) vai publicar decreto autorizando aulas à distância no ensino superior até 31 de dezembro deste ano e também flexibilizando o estágio prático. Até então, havia um decreto autorizando as aulas virtuais até meados do ano.

Para o professor, advogado e especialista em educação, Carlos André, essa é a medida mais viável nesse momento de pandemia, já que o retorno das aulas presenciais causaria aglomerações e envolveria o risco de proliferação da doença.

Ele pondera que o MEC precisa monitorar como estão sendo ministradas as aulas à distância e se as instituições estão cumprindo os requisitos para tal, como a disponibilização de estúdio, por exemplo. “Outra grande lógica será analisar como as aulas vão chegar a todos os alunos, considerando que muitos não têm acesso a uma boa internet. Então, todas essas questões precisam ser consideradas pelo governo”, destaca Carlos André.

O professor lembra que essa decisão do MEC não é uma obrigação, já que as instituições que não seguirem esse plano poderão cancelar suas aulas e fazer a reposição delas futuramente. “Os reitores terão essa liberdade e decidirão o que é melhor para a instituição. Porém, acredito que a maioria delas deve seguir essa recomendação, por causa da pressão para não perder o ano letivo”.

Os estágios práticos dos cursos de ensino superior poderão ser feitos virtualmente durante a pandemia. Em algumas situações, não será possível usar a ferramenta de aulas online e esses casos serão analisados pelo MEC. “Vale lembrar que o curso de Medicina não foi atingido por essa decisão, já que precisa ser presencial. Nesse caso, gera um desafio maior às instituições”, finaliza Carlos André.

 

Jornal Jurídico

Veja Também

Enem será reaplicado na terça-feira (23) e quarta-feira (24)

Exame será feito para quem teve prova cancelada por covid-19 O Exame Nacional do Ensino …