Familiares fazem fila em empresa por oxigênio para pacientes no AM

Reposição será feita apenas na quarta-feira (20) porque insumo acabou com o aumento da demanda. Cilindro custa R$ 500

Com o aumento do número de casos de covid-19 e o colapso da rede de saúde com a falta de oxigênio nas unidades hospitalares, parentes de pacientes formam fila na porta de uma empresa fornecedora do gás em Manaus neste sábado (16). O insumo, no entanto, acabou e só deverá ser reposto na próxima quarta-feira (20). As informações são da Record TV.

O oxigênio está em falta desde quarta-feira tanto para os hospitais quanto para compradores individuais. Para garantir o gás, os cilindros estão enfileirados com os nomes dos proprietários do lado de fora da empresa, que também fornece o insumo para a rede pública.

“Tô atrás há três dias já. Meu cilindro de 10 quilos tá vazio na fila. Consegui emprestado com um amigo. Meu pai e minha mãe estão em casa”, afirma um senhor na fila.

Com a ocupação dos leitos na cidade em cerca de 90%, muitos pacientes não conseguiram vaga para internação, recebem cuidados em casa e também precisam de oxigênio.

Outras pessoas têm parentes internados em hospitais, mas com a escassez do gás, também procuram por oxigênio.

Segundo o relato de compradores, o cilindro é comercializado por R$ 500. O preço teve alta com o aumento da procura. O insumo é transportado com escolta policial.

Pacientes com outras doenças, que necessitam também de oxigênio, estão desesperados. Uma mãe relatou à reportagem que a filha tem AME, uma doença genética rara, e o cilindro só deve durar até o início da noite deste sábado.

R7

Veja Também

Medicamento para insuficiência cardíaca pode tratar sintoma de Covid-19

A síndrome da taquicardia ortostática postural (STOP) é um distúrbio que afeta o sistema nervoso …