Em audiência, governo prevê nomeação de concursados em 2022

Durante a audiência pública que aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado e discutiu a nomeação dos agente concursados da Polícia Civil, o Secretária Estadual de Segurança Rubens Pereira informou que realização do curso de formação para 172 novos agentes está previsto para acontecer em 2022.

“Estamos fazendo criar condições para que os concursados sejam admitidos o quanto antes e como merecem. Mas a pandemia atrasou todo esse processo. Recomeçamos os cursos de formação com todos os cuidados necessários, enfrentamos muitas dificuldades com a contaminação de alunos e instrutores mas 81 agentes, 58 delegados, 39 peritos e 10 médicos legistas realizaram o curso. Para os demais 172 agentes nós estamos fazendo um planejamento e organizando um novo curso de formação, mas para a realização desse novo curso ainda este ano a Secretaria Estadual de Segurança não tem previsão orçamentária. Mas até a próxima semana vamos entregar o planejamento já prevento o orçamento para a realização do curso em 2022”, disse o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel-PM Rubens Pereira.

O secretário acrescentou que a realização do curso de formação ainda em 2021 só é possível com a suplementação orçamentária.

O analista do tesouro da Secretaria Estadual de Fazenda, Bruno Cardoso, também participou da audiência e explicou que a situação fiscal do Piauí hoje uma das melhores dos últimos tempos. “Hoje nenhuma despesa é feita no Estado sem uma previsão orçamentária. Quando eu entrei na Secretaria de Fazenda em 2016 a situação fiscal do Piauí era crítica e desde então nós temos feito um ajuste fiscal duro. Hoje nós temos uma situação muito melhor, mas o dinheiro vai tanto para investimento quanto para chamar concursados. Mas desde 2020, com a pandemia, os gastos com saúde e assistência social aumentaram significativamente. São muitas prioridades ao mesmo tempo”, destacou o analista.

O delegado-geral de Polícia Civil, Lucy Keiko, reforçou a fala do secretário de Segurança e frisou as dificuldades enfrentadas desde o início da pandemia.“Eu também passei por essa angustia para a nomeação de um concurso. Mas nesse período nós conseguimos realizar o curso de formação, enfrentando todas as dificuldades, e também implantar melhorias na Polícia Civil do Estado. Mas as nomeações já feitas nós conseguimos criar mais três delegacias no interior, que não tinham delegados e nem agentes em Gilbués, Colônia do Gurgueia e São Miguel do Tapuio, conseguimos criar os núcleos periciais de São Raimundo Nonato, Bom Jesus e Floriano. Ainda falta muito, mas nós conseguimos evoluir”, avaliou Lucy Keiko.

A audiência pública foi requerida pelo deputado Marden Menezes (PSDB) e contou com a presença dos deputados Cel. Carlos Augusto (PL) e Teresa Britto (PV).


Fonte: Assembleia Legislativa do Piauí

Veja Também

Governadores pedem encontro com Toffoli para debater fim do ICMS diferenciado em energia

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Os governadores têm solicitado um encontro com o ministro Dias Toffoli …