Dia D da campanha de vacinação contra o Sarampo para jovens

Será neste sábado (30) o Dia D da segunda etapa da Campanha de Vacinação Contra o Sarampo, que contempla os jovens adultos entre 20 e 29 anos. Em Teresina, 26 postos de vacinação estarão abertos neste dia, das 8h às 17h. A abertura da campanha será na UBS Cristo Rei, a partir das 9h.

O objetivo da campanha é atualizar a caderneta de vacina com a tríplice viral, que além do sarampo protege contra a caxumba e a rubéola. “Pedimos aos jovens que verifiquem seus cartões e vejam as quantidades de doses de tríplice viral registradas, se tem uma ou duas doses da vacina. Se tem uma dose, precisa tomar a segunda. Se não tem nenhuma, precisa começar a fazer o esquema, com uma dose agora e a segunda daqui a um mês”, explica Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da Fundação Municipal de Saúde (FMS). Ela frisa que os jovens de 20 a 29 anos formam o grupo que registra o maior número de casos de sarampo entre os adultos e é o terceiro entre todas as faixas etárias.

A diretora também chama atenção para uma pesquisa recente publicada na revista Science, que aponta que a não vacinação pode deixar a criança vulnerável não apenas ao sarampo, como também a várias outras doenças de longo prazo.

Segundo estudos feitos pelo Instituto Médico Howard Hughes, da Escola de Medicina de Harvard e outras instituições dos Estados Unidos, da Holanda e Finlândia com pessoas não vacinadas que adquiriram sarampo, o vírus dizimou de 11% a 73% do repertório de anticorpos dois meses depois da infecção. “Ocorre o que os cientistas chamam de amnésia imune, em que o vírus apaga a memória imunológica que o corpo tinha contra doenças com as quais ele já tinha entrado em contato anteriormente, então você fica com um risco muito grande de ter doenças infecciosas”, esclarece Amariles Borba.

O sarampo é uma doença causada por um vírus, transmitido quando alguém doente tosse, fala, espirra ou respira perto de outras pessoas. Tem sintomas similares ao de enfermidades respiratórias: febre com tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido e mal-estar intenso. Cerca de três a cinco dias depois podem aparecer outros sinais, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas, que se espalham rapidamente pelo corpo.

Ascom

Veja Também

Estudo apresenta proteína capaz de impedir infecção do vírus da covid

Cientistas descobriam que a lectina impede entrada do SARS-CoV-2 na célula. É um passo importante …