Cuidados com a saúde no período das chuvas

Com o clima predominantemente tropical úmido, o primeiro quadrimestre do ano no Piauí é sempre marcado por chuvas. Com o período propício ao acúmulo de água e, por conseguinte, à disseminação de doenças, o alerta fica para possíveis riscos à saúde e aos devidos cuidados que a população deve ter para evitar ou minimizar os efeitos de doenças. Algumas delas precisam de uma atenção a mais no que diz repeito à saúde pública.

Por serem sazonais e ocasionadas pela água contaminada, é comum o surgimento de hepatites A e E, diarreias, tétano e leptospirose.

Segundo o superintendente de Atenção Integral à Saúde da Sesapi, Herlon Guimarães, um dos cuidados é com a água consumida e com a qual a população tem contato. “Nessas situações, a água captada tem a qualidade alterada. Sugerimos sempre consumir água filtrada, fervida ou com a seguinte solução: para cada litro de água, usar duas gotas da solução de hipoclorito de sódio. Além disso, lavar com bastante cuidado os alimentos, isso evita verminoses e hepatite A”, explica Guimarães.

O período de chuvas também é propício ao acúmulo de água parada e, consequentemente, proliferação do Aedes aegypti e aumento de casos de dengue, chikungunya e zika. “Importante a limpeza das residências, não deixar água acumulada em suas casas, ficar sempre atento a possíveis focos”, disse o superintendente.

As gripes e doenças respiratórias são mais comuns, “uma prevenção básica e muito eficaz é a lavagem das mãos com água e sabão, só aí já se evita  muitas contaminações, além disso o uso de álcool em gel nas mãos”, alerta Guimarães.

O superintendente alerta ainda para riscos de acidentes com animais peçonhentos como escorpiões, aranhas e cobras.

Veja Também

Entenda como vai funcionar o plano de vacinação contra covid-19 em São Paulo

O governo de São Paulo apresentou nesta quarta-feira, 6, o Plano Estadual de Imunização contra o coronavírus. …