Começa a coleta do Censo Escolar 2024

Responsáveis devem declarar os dados da primeira etapa ao Sistema Educacenso, a partir desta quarta-feira, 29 de maio. Prazo para enviar informações termina em 31 de julho

A coleta da primeira etapa do Censo Escolar 2024 começou nesta quarta-feira, 29 de maio. Os responsáveis por declarar as informações devem preencher os formulários de modo on-line, no Sistema Educacenso, ou realizar a migração dos dados até 31 de julho. Nessa etapa da pesquisa, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), apura os dados sobre estabelecimentos de ensino, turmas, alunos, gestores e profissionais escolares em sala de aula. A última quarta-feira do mês de maio, Dia Nacional do Censo Escolar da Educação Básica, é a data de referência para a declaração das informações.  

A divulgação dos dados finais está prevista para janeiro de 2025, conforme a portaria que define o cronograma da pesquisa. Já a segunda etapa (Situação do Aluno) ocorrerá a partir de fevereiro do próximo ano, com a apuração das informações relativas ao movimento (quantos alunos foram transferidos, deixaram de frequentar a escola ou faleceram) e ao rendimento dos estudantes (quantidade de aprovados ou reprovados) ao término do ano letivo. 

Censo Escolar – Principal pesquisa estatística da educação básica, o Censo Escolar é coordenado pelo Inep e realizado em regime de colaboração entre as secretarias estaduais e municipais de educação, com a participação de todas as escolas públicas e privadas do País. O levantamento abrange as diferentes etapas e modalidades da educação básica: ensino regular, educação especial, educação de jovens e adultos (EJA) e educação profissional e tecnológica (EPT). 

As estatísticas de matrículas servem de base para o repasse de recursos do governo federal e para o planejamento e a divulgação das avaliações realizadas pelo Inep. O Censo também é uma ferramenta fundamental para os atores educacionais poderem compreender a situação educacional do Brasil, das unidades federativas, dos municípios e das escolas. Isso permite que os atores educacionais acompanhem a efetividade das políticas públicas da educação. 

Essa compreensão é proporcionada por meio de um conjunto amplo de indicadores que possibilitam monitorar o desenvolvimento da educação brasileira. Entre eles, estão o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (ldeb); as taxas de rendimento e de fluxo escolar; e a distorção idade-série: todos calculados com base no Censo Escolar. Parte dos indicadores também serve de referência para o monitoramento e cumprimento das metas do Plano Nacional da Educação (PNE). 

Foto:Ascom MEC/Divulgação

Fonte:Assessoria de Comunicação Social do MEC, com informações do Inep

Veja Também

Prazo para convocação da lista de espera do Fies termina na sexta

Mais de 67 mil vagas são oferecidas neste semestre, segundo o MEC Termina nesta sexta-feira …