quinta-feira , dezembro 3 2020

CNJ realiza curso para formar mediadores de conflitos no Piauí

Além do Piauí, serão 350 vagas distribuídas para outros nove estados: Acre, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e Tocantins.

Conselho Nacional de Justiça (CNJ) abriu as inscrições para o curso de formação de mediadores e conciliadores judiciais para o estado do Piauí. Além do Piauí, serão 350 vagas distribuídas para outros nove estados: Acre, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e Tocantins.

O curso é gratuito e a primeira fase será na modalidade de Ensino à Distância (EAD), com carga horária de 40 horas. É pré-requisito que o inscrito possua curso de nível superior concluído há mais de dois anos. O curso acontece do dia 4 de novembro a 9 de dezembro.

Conforme o CNJ, após o curso ensina os inscritos a empregar adequadamente os métodos consensuais de solução de conflitos, em especial a conciliação e a mediação no âmbito judicial, com vistas à pacificação social e ao amplo acesso à justiça, objetivos principais da Política Judiciária Nacional de tratamento adequado de conflitos.

O curso será dividido em cinco unidades, sendo Acesso à Justiça: A Política Judiciária Nacional de Tratamento Adequado de Conflitos e a Ética do Conciliador e Mediador; Teoria do Conflito, Formas e Métodos e Tratamentos de Conflitos; Competências Comunicacionais do Mediador e do Conciliador; Etapas da Mediação e Técnicas Associadas e Estruturação e Alcance da Polícia Judiciária Nacional e a Deontologia do Mediador e do Conciliador.

Para se inscrever é necessário preencher o formulário.

 

Gp1

Veja Também

Gilmar Mendes adia julgamento de habeas corpus que colocou Queiroz em prisão domiciliar

Caso seria analisado no plenário virtual da Segunda Turma a partir desta sexta. Gilmar concedeu …