segunda-feira , abril 15 2024

CFOAB celebra os 91 anos da seccional do Ceará

Há 91 anos, a advocacia cearense conta com uma seccional criada para atender aos seus pleitos e lutar pelas suas prerrogativas profissionais. Em seu aniversário, comemorado neste sábado (30/3), a OAB-CE reitera, junto ao Conselho Federal, seu compromisso com a luta pela valorização e o desenvolvimento profissional dos mais de 38 mil advogados e advogadas do estado.

“A trajetória da Ordem cearense, ao longo dessas nove décadas, é marcada por momentos desafiadores e conquistas significativas. Em meio a acontecimentos atípicos que exigiram uma resposta rápida e firme em defesa do regime democrático e da Constituição de 1988, nossa instituição se manteve firme em seu propósito de promover o diálogo institucional e a segurança jurídica como pilares do desenvolvimento nacional”, destaca o presidente da OAB-CE, Erinaldo Dantas.

Entre as vitórias alcançadas nos últimos anos, a seccional comemora a ampliação de projetos e iniciativas destinados à superação de deficiências que possam afetar a advocacia do estado, como a Lei do Piso Salarial da Advocacia e a atuação em defesa dos interesses da advocacia no interior do estado. O objetivo é garantir o pleno exercício da profissão em todas as regiões. “Que possamos continuar avançando juntos. Parabéns à OAB-CE pelos seus 91 anos de história e dedicação à justiça e aos direitos humanos”, concluiu Erinaldo Dantas

Memória

O dia 30 de março de 1933 foi a data em que foi reunida a primeira assembleia para a composição da diretoria da OAB-CE, que era formada pelo presidente, Edgar de Arruda; o vice-presidente Dolor Uchoa Barreira; o primeiro-secretário, Francisco Sabóia; o segundo-secretário, Clodoaldo Pinto; e o tesoureiro, José Martins Rodrigues.

O livro histórico que contém a ata de criação reúne cerca de 150 páginas escritas à mão, com os primeiros registros da Ordem cearense, de 7 de janeiro de 1933 a 15 de setembro de 1941. Pensando na importância de manter a história preservada e no zelo pela manutenção de documentos e outros objetos antigos, a diretoria da OAB-CE, na gestão 2022-2025, instituiu um grupo de trabalho de resgate da memória da instituição, encabeçado pelo membro honorário vitalício Hélio Leitão.

Foto:Ascom OAB Federal/Divulgação

Fonte:OAB Federal

Veja Também

Regulação da IA precisa proteger direitos fundamentais, diz Barroso

Inteligência Artificial foi tema de aula magna do presidente do STF O presidente do Supremo …