quinta-feira , janeiro 20 2022

Celso Barros e Subseção de Picos firmam parceria e debatem projetos para advocacia da região

O presidente da OAB Piauí, Celso Barros, esteve reunido com os representantes da Subseção da OAB de Picos, Maycon Luz (Presidente), Yana Gonçalves (Vice-Presidente), e os Conselheiros Seccionais José Urtiga e Andreya Lorena para tratar de projetos a região. A reunião aconteceu na Presidência da OAB Piauí, na manhã desta quinta-feira (13).

Estiveram em pauta a reforma da Sede da Subseção e do Clube de Picos; a Sala da Advocacia, localizada na Delegacia Regional de Picos, bem como projetos relacionados à qualificação profissional.

“Os trabalhos já iniciam com foco nas melhorias do sistema OAB de Picos. Hoje, estivemos reunidos, tendo um amplo diálogo com os novos representantes da região com o intuito de colocar em práticas todas os projetos que foram pensados para a Advocacia de Picos, bem como para as demais Subseções. A Seccional Piauí está sempre à disposição para abraçar os anseios dos Advogados e Advogadas, fortalecendo ainda mais a nossa OAB”, frisou o Presidente Celso Barros Neto.

O presidente da Subseção da OAB de Picos, Maycon Luz, agradeceu a receptividade da Presidência da OAB Piauí, ao tempo em que reforçou que trabalhará em conjunto com a Seccional para atender as demandas da Advocacia de Picos e Região. “Muito importante esse momento de estarmos aqui reunidos, debatendo pautas de interesse dos nossos colegas Advogados(as)”, disse.

Já a vice-presidente da Subseção, Yana Gonçalves ressaltou que está iniciando essa nova gestão e veio pedir o apoio do presidente Celso Barros para tratar sobre melhorias estruturais e, sobretudo, estreitar as parcerias de sucesso.

“Nosso maior intuito é fazer com que a advocacia de Picos tenha acesso às ações do sistema OAB, bem como possibilitar ainda mais qualificação profissional, por meio dos cursos nas mais diversas áreas do Direito”, finalizou a vice-presidente da Subseção.

Ascom OAB PI

Veja Também

AGU pede ao STF manutenção de fundo eleitoral de R$ 4,9 bilhões

Valor que financiará campanhas de 2022 é constitucional, afirma governo; ação no STF fala em …