quarta-feira , outubro 20 2021

Artesanato em alta no Piauí

Em comemoração ao Dia do Artesão, o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí, realizou um talk show para os profissionais do setor. O evento foi uma ação em parceria com a Superintendência de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense, Sudarpi;  e a Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina, Semest.

“Temos a grata satisfação de atender os artesãos que contribuem para a economia e a cultura do Piauí. Nosso artesanato é referência em todo o Brasil. Além das capacitações focadas na comercialização e desenvolvimento de produtos, também temos ações com foco na abertura de mercados”, afirmou o diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Mário Lacerda.

O superintendente de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense, Jordão Costa, destacou as ações que o órgão implementará nos próximos meses. “Temos agora o portal do artesão piauiense. Essa é a primeira loja de venda de artesanato por meio eletrônico do Brasil. É mais uma forma de inserir esse profissional no mercado”, informou Jordão.

Para o secretário municipal de Economia Solidária de Teresina, Ricardo Bandeira, o evento destacou a importância do artesanato piauiense enquanto atividade profissional e também como gerador de trabalho e renda, parabenizando os artesãos pelo seu dia.

Palestra

No talk show A Arte de Empreender Sempre, a artista plástica e designer Kalina Rameiro, a artesã Marcilene Barbosa e a empresária Tereza do Carmo Melo falaram um pouco sobre suas histórias de sucesso.

Segundo Kalina Rameiro, o fazer artesanal é um dom e precisa ser lapidado. “É importante que esse talento seja aprimorado e aperfeiçoado. O artesanato representa a cultura de um povo. Mesmo com peças reconhecidas, continuo sempre buscando aprender mais e agregar valor às peças que produzo”, disse.

A artesã Marcilene Barbosa, que trabalha com o artesanato em palha de carnaúba e pneu reciclado, disse que investiu no artesanato como forma de enfrentar as dificuldades financeiras e mudar de vida. “Hoje presido a Associação de Mulheres da Várzea Queimada, cujo foco é a busca constante por aperfeiçoamento”, comentou.

Já a empresária Tereza do Carmo Melo falou um pouco sobre a história da Trapos Fiapos e sobre a importância do artesanato. “A atividade artesanal gera desenvolvimento e inclusão de jovens, mulheres e homens que desejam produzir e contribuir para o crescimento do nosso país. Aqui estamos refletindo e reconhecendo o papel do artesanato enquanto agente de transformação social”, comentou a empresária.

Fonte: Sebrae

Veja Também

Enem Action realiza eventos preparatórios e premia os melhores colocados do Brasil

“Aulão” online de revisão e Simulado presencial permitem aos candidatos se prepararem para exame do …