Proposta regulamenta o paintball e o airsoft

Tramita na Câmara projeto que regulamenta o paintball, o airsoft, suas práticas e seus equipamentos (PL 10157/18). A proposta, do deputado Professor Victório Galli (PSL-MT), estabelece que as duas modalidades são consideradas esportes de ação e praticadas em locais próprios. Ambos esportes se utilizam de armas de pressão para serem praticados.

O airsoft é um jogo em que os jogadores fazem simulações de operações militares e policiais, e utilizam armas não letais, para alcançar determinados objetivos, como conquistar um território, por exemplo. Já no paintball são usados marcadores de nitrogênio, CO2 ou ar comprimido com bolas coloridas, que marca a roupa da pessoa com tinta de cores diferentes.

Galli explica que há um decreto definindo os critérios para posse dessas armas, a importação, a exportação e a comercialização desses produtos. Segundo o autor, o objetivo do projeto de lei é normatizar a matéria para incentivar a prática esportiva.

“Precisamos normatizar essa matéria, com a única e exclusiva intenção: incentivar o esporte de ação e seus profissionais ou não que se divertem com essa modalidade”, explica o parlamentar.

Tramitação
O projeto, que tramita conclusivamente, será analisado pelas comissões de Esporte; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara

Veja Também

Aulas presenciais para alunos do 3º ano retornam nesta terça no Piauí

A abertura das escolas será um movimento gradativo, cauteloso, priorizando sempre a segurança dos estudantes, …