quarta-feira , outubro 21 2020

Piauí terá mutirão para atendimento clínico da doença de Parkinson

A Liga Acadêmica de Semiologia e Clínica Neurológica (Neuroliga) realiza no próximo dia 14 de abril um mutirão para atendimento clínico da doença de Parkinson à população. O evento é voltado para os acadêmicos dos cursos de Medicina, Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Estado e para a população em geral, que será o público alvo do atendimento ambulatorial gratuito.
Ainda no dia 12 de abril será realizado o módulo teórico, no auditório da Facid | Wyden, com palestras de médicos neurologistas, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional. Na oportunidade será feita a capacitação dos acadêmicos para o atendimento adequado aos pacientes durante o mutirão a ser realizado no dia 14, pela manhã, de forma gratuita, no Centro de Atendimento e Serviços Integrados (CASI I), anexo à Faculdade Facid Wyden. Os pacientes passarão por processos de triagem e serão, por fim, liberados pelo médico após o atendimento e devidas instruções.
Segundo o coordenador do evento, Dr Kelson James Almeida, o mutirão visa democratizar o acesso a um atendimento inovador e de qualidade onde será possível o diagnóstico precoce de Parkinson e outras  patologias neurológicas por meio de um atendimento multiprofissional adequado. E para os acadêmicos, completa o Professor, “é a oportunidade de propiciar um contato precoce com os pacientes para um aprendizado clínico”.
O mutirão contará ainda com o apoio de renomados neurologistas como o Dr Eduardo Borges, Dr Ademir Moura e  Dra Denise Cury e com ajuda de outros profissionais fisioterapeutas em colaboração com a Facid | Wyden.
Fonte: Ascom

Veja Também

Uso desenfreado de antibióticos na pandemia pode levar a ‘apagão’ contra bactérias resistentes

Mesmo sem eficácia ou necessidade comprovada para a covid-19, antibióticos foram amplamente usados contra o …