quarta-feira , dezembro 2 2020

Justiça nega pedidos de Trump na Georgia e em Michigan

O primeiro pedido se referia a uma suposta contagem ilegal de cédulas e o segundo, em Michigan, sobre falta de acesso a contagem dos votos

A justiça norte-americana acaba de negar dois pedidos do partido Republicano sobre a contagem de votos em dois estados, na Georgia e em Michigan. No primeiro, o pedido alegava que 53 cédulas foram misturadas para serem tabuladas erroneamente. E no segundo, o partido afirmou que não teve acesso suficiente a contagem de votos.

De acordo com o processo, o primeiro caso negado pela justiça teria ocorrido em Savannah, na Georgia. Eles entraram com o processo depois que um observador da votação do partido supostamente viu 53 cédulas não processadas misturadas com cédulas processadas que foram definidas para serem tabuladas.

O juiz estadual James Bass proferiu a decisão oralmente no tribunal na manhã de quinta-feira (5), e ela foi apresentada ao tribunal esta tarde.

A outra ação negada se refere a um pedido feito nesta quarta-feira (4). Segundo o partido, eles não teriam tido acesso significativo a contagem dos votos em Michigan. A juíza Cynthia Stephens negou a paralização da contagem dos votos por falta de provas.

“O que eu tenho é, na melhor das hipóteses, uma declaração de boatos que trata de um dano que seria significativo”, disse a juíza Cynthia Stephens.

R7

Veja Também

Gilmar Mendes adia julgamento de habeas corpus que colocou Queiroz em prisão domiciliar

Caso seria analisado no plenário virtual da Segunda Turma a partir desta sexta. Gilmar concedeu …