Dallagnol critica decisão de Toffoli que barrou buscas no Senado; CNMP vai apurar conduta

O procurador afirmou que a decisão se trata de “solução casuísta equivocada juridicamente”.

O CNMP irá apurar possível infração disciplinar por parte do procurador da República Deltan Dallagnol, em uma série de postagens realizadas em rede social em que faz críticas à decisão do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que suspendeu a realização de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra.

Em uma “thread” de oito tweets, Dallagnol disse que o STF não tem competência sobre o caso e que “o ambiente parlamentar, assim como qualquer outro ambiente, não pode funcionar como um bunker que permita a ocultação de crimes”.

O procurador ainda afirma que a decisão se trata de solução casuísta equivocada juridicamente.

“Independentemente de sua motivação, a qual não se questiona, tem por efeito dificultar a investigação de poderosos contra quem pesam evidências de crimes.”

t

O Corregedor Rinaldo Reis Lima, do CNMP, ressaltou que chegaram ao seu conhecimento os fatos e que irá apurar, determinando a instauração de Reclamação Disciplinar.

Migalhas

Veja Também

Defensoria suspende atendimentos presenciais por sete dias

O atendimento remoto continua acontecendo normalmente e pode ser feito a partir dos contatos disponibilizados …